Postagens mais visitadas

sábado, 22 de agosto de 2009

CLICK E LEIA: MUSAS DO BRASILEIRÃO

PAPO DE BOLA, SUA FOLHA SEMANAL DE ESPORTES ON-LINE
Musa do Corinthians é a quarta finalista
Siara Beatriz vence a última seletiva do Concurso Musa do Brasileirão

sexta-feira, 21 de agosto de 2009

CLICK E LEIA: GRAND PRIX DE VÔLEI FÊMININO

PAPO DE BOLA, SUA FOLHA SEMANAL DE ESPORTES ON-LINE.
Brasil dá show, arrasa a Alemanha e segue rumo ao octa do Grand Prix.
Seleção feminina continua invicta na competição, com 12 vitórias. O jogo contra a Holanda, na madrugada deste sábado, pode decidir o título.

quinta-feira, 20 de agosto de 2009

ITABUNA ESPORTE CLUBE

PAPO DE BOLA, SUA FOLHA SEMANAL DE ESPORTES ON-LINE
Itabuna Esporte Clube aprova campanha do sócio-torcedor;
Por unanimidade, membros dos conselhos fiscal e deliberativo, e das diretorias executiva e administrativa do Itabuna Esporte Clube, aprovaram, na noite de quarta-feira (19), o projeto Sócio-Torcedor 2010. A reunião extraordinária serviu para que os diretores conhecessem a campanha publicitária desenvolvida pela agência Art 3, que marca o início de uma nova relação do clube com seus associados.
O projeto tem o objetivo de garantir receita para o clube durante todo o ano, e não mais apenas no período do campeonato baiano ou na alta estação – caso da sede social. Agora, a campanha será apresentada à imprensa e à comunidade esportiva baiana no próximo dia 15 de setembro. “Já temos a confirmação da presença do presidente da Federação Bahiana de Futebol, Ednaldo Rodrigues. Além dele, representantes de outros clubes e até da CBF foram convidados”, relata Ricardo Xavier.
Visando fidelizar ainda mais a torcida do azulino, a campanha vai explorar a paixão do torcedor do Itabuna e solidificar a relação deste com o clube como um todo, não apenas com o time. “O sócio-torcedor será nosso grande parceiro. E uma parceria implica em vantagens para os dois lados. A idéia é: você ganha, e o azulino também”, destaca o publicitário Tião Barros, da Art 3.
Ele observa que todo sócio do Itabuna Esporte Clube será sócio-torcedor. “Além dessa, ele terá inúmeras vantagens, como camisa, brindes, cartão personalizado, convênio com diversas empresas, clínicas e laboratórios entre outras”, explica. O sócio-torcedor também terá acesso livre ao estádio Luiz Viana Filho nos jogos do Itabuna, podendo ainda levar como acompanhantes um cônjuge e um filho, além de acesso a todas as dependências da sede social do clube.
Meta
Ao lançar a campanha para os diretores e conselheiros, o presidente Ricardo Xavier resumiu o pensamento do clube para o próximo ano. “Nossa meta é o título do campeonato baiano de 2010, ano do centenário de Itabuna. Todo funcionário, jogador e a comissão técnica que vamos formar para o próximo ano, chegarão sabendo desse objetivo. Não será aceito que ninguém em nosso elenco pense diferente”.
Ele observa que esse projeto mudará completamente a relação do clube com não só com seus associados, mas também com os patrocinadores. “Teremos três níveis de patrocínio, que atenderão perfeitamente a necessidade e a condição de cada empresa interessada em fazer parte desse momento especial do Itabuna. Quem investir no Itabuna, o fará com a certeza do retorno. Isso pode ser visto analisando o projeto”, conclui o presidente Ricardo Xavier.

CLICK E LEIA: SELEÇÃO BRASILEIRA

PAPO DE BOLA, SUA FOLHA SEMANAL DE ESPORTES ON-LINE
Dunga convoca Adriano para jogos contra Argentina e Chile
Artilheiro do Brasileirão, Imperador é chamado pela primeira vez desde que deixou o Inter de Milão. Volante Lucas também retorna

quarta-feira, 19 de agosto de 2009

CLICK E LEIA: FLUMINENSE

PAPO DE BOLA, SUA FOLHA SEMANAL DE ESPORTES ON-LINE
Publicada em 19/8/2009 às 20:21
Bomba: Urrutia não passa nos exames médicos
Joelho direito atrapalha e volante deve voltar nesta quinta-feira para o Equador

CLICK E ACESSE: QUER SER O PRIMEIRO A SABER CLICK LANCENET

PAPO DE BOLA, SUA FOLHA SEMANAL DE ESPORTES ON-LINE
QUER SER O PRIMEIRO A SABER DEPOIS DO LANCE,
ACESSE: LANCENET O CAMPEÃO DA REDE

terça-feira, 18 de agosto de 2009

SINAL VERDE BRASÍLIA

PAPO DE BOLA, SUA FOLHA SEMANAL DE ESPORTES ON-LINE


CLICK E LEIA: Resgate da Memória:

PAPO DE BOLA, SUA FOLHA SEMANAL DE ESPORTES ON-LINE
Achei! Cabralzinho lamenta litígio com o Santos e lembra de vexame do Fla em 66.
Técnico afirma que não teve o reconhecimento merecido do Peixe. E recorda de quando o Bangu calou a torcida do Flamengo no Maracanã.

segunda-feira, 17 de agosto de 2009

CLICK E LEIA: Atleta está no Flamengo, e Verdão recorre a contrato assinado até o fim de 2010

PAPO DE BOLA, SUA FOLHA SEMANAL DE ESPORTES ON-LINE
Publicada em 16/8/2009 às 21:12
Palmeiras vai à justiça para ter zagueiro David

CLICK E LEIA: Guaratinguetá, Icasa e ASA também vão disputar a Segundona de 2010

PAPO DE BOLA, SUA FOLHA SEMANAL DE ESPORTES ON-LINE
Publicada em 16/8/2009 às 21:10
Mais três se garantem na Série B do ano que vem

CLICK E LEIA: FLUMINENSE


PAPO DE BOLA, SUA FOLHA SEMANAL DE ESPORTES ON-LINE

Gum: 'Estou muito feliz com esse acerto'
LANCENET! flagra zagueiro chegando para os exames do Flu

INTER-BAIRROS 2009

PAPO DE BOLA, SUA FOLHA SEMANAL DE ESPORTES ON-LINE
RESULTADOS DA 2ª RODADA DO INTER-BAIRROS
Jardim Primavera 2 X 1 Ribeirão Seco
Banco Raso 2 X 0 Jaçanã
Fonseca 2 X 2 ZizoSão
Pedro 4 X 1 Vila Zara
Fátima 2 X 1 Parque Boa Vista
Mutuns 0 X 1 CalifórniaSanta
Catarina 2 X 0 Bananeira
Novo Horizonte 2 X 2 Santo Antônio
Daniel Gomes 2 X 0 Novo Fonseca
Sinval Palmeiras 3 X 0 Morumbi
Roça do Povo 1 X 3 Nova Ferradas
Sarinha 1 X 1 Vila Anália
Nova Califórnia 4 X 1 Alto da Boa Vista

PAPO DE BOLA EDIÇÃO 196











PAPO DE BOLA, SUA FOLHA SEMANAL DE ESPORTES ON-LINE

domingo, 16 de agosto de 2009

MUDANÇAS É PRECISO

PAPO DE BOLA, SUA FOLHA SEMANAL DE ESPORTES ON-LINE
Adaptando o calendário do futebol brasileiro ao calendário mundial Proceder à adaptação mitigaria o problema; clubes poderiam planejar uso de atletas na temporada.
Luis Filipe Chateaubriand
A ideia de se adaptar o calendário do futebol brasileiro ao calendário europeu – que, pouco apouco, vai-se tornando mundial – suscita polêmicas as mais diversas. Há os defensores e os detratores dessa possibilidade.
O presente documento visa mostrar por que adaptar nosso calendário ao que acontece na maioria dos países é algo vantajoso para os clubes do futebol brasileiro.
É comum que os defensores da adequação do calendário daqui ao da Europa sejam chamados de “colonizados”. A dita adaptação seria uma imitação do que acontece em outro continente e, se a procedêssemos, estaríamos agindo como meros agentes reprodutores do que se faz lá fora.
Contudo, existem três argumentos a se opor a essa crítica. O primeiro é que, sem a dita adaptação, os clubes se veem desfalcados de seus principais jogadores, transferidos à Europa, em meio à “janela” que vai de junho a agosto. Assim, os clubes perdem o time base montado em meio à temporada e, o que é pior, em meio ao Campeonato Brasileiro, principal competição de futebol do país.
Portanto, proceder à adaptação mitigaria o problema, pois a temporada começaria com os clubes podendo planejar os jogadores que utilizarão ao longo de toda a temporada, com a redução da saída de jogadores ao longo desta.
É claro que os críticos da adaptação podem argumentar que há uma “janela” para a saída de jogadores em janeiro e, assim, o problema só mudaria de época. Mas uma análise mais atenciosa demonstra que:
· A “janela” de janeiro é muito mais curta que a janela de meio de ano. Consequentemente, há menos tempo para viabilizar transferências de jogadores.
· A “janela” de janeiro é voltada para que os clubes europeus façam ajustes em seus elencos, e não para montá-los.
Em outros termos: a quantidade de jogadores que se transfere na “janela” de janeiro é muitíssimo menor que a quantidade de jogadores que se transfere na “janela” de meio de ano.
Nesse sentido, portanto, a adaptação faz com que muito menos jogadores se transfiram na “janela” alternativa, a de janeiro, do que se transferem na “janela” atual, a de meio de ano.
E, consequência imediata: se a “investida” dos clubes europeus só for sentida em janeiro, pela demanda ser menor, fica mais fácil resistir a fazer a transferência, que pode ser postergada para o final da temporada, em maio.
O segundo argumento a favor da adaptação é que, do ponto de vista de um calendário racional e bem montado, é ideal que, quando há competições de seleções, não haja competições de clubes. E a grande maioria das competições de seleções é em junho e em julho, com a adaptação já feita ao calendário europeu e, cada vez mais, mundial.
Portanto, haver jogos oficiais de clubes em junho e julho é um contra senso, que se pratica no Brasil.
Destarte, o que acontece? O Campeonato Brasileiro em andamento e, ao mesmo tempo, ou Copa do Mundo, ou Copa das Confederações, ou Copa América. O torcedor é obrigado a decidir se dá mais atenção ao clube de coração ou à seleção de seu país. Não é por nada, não, mas passa uma ideia de desorganização e falta de profissionalismo. Não deve acontecer – o que se evita procedendo a dita adaptação.
O terceiro argumento em prol da adaptação é que, com ela, a pré temporada dos clubes europeus coincide com a pré temporada dos clubes brasileiros. E essa coincidência é benéfica, pois permite que os clubes brasileiros possam fazer jogos amistosos com clubes de outros países, obtendo boas quotas financeiras para isso.
É o que acontece, por exemplo, com os grandes clubes argentinos. Já os clubes brasileiros, estes, não podem aproveitar a oportunidade, devido à falta da adaptação.
O principal argumento das vozes contrárias à adaptação é que isso viola as férias dos profissionais, que tradicionalmente acontecem em dezembro e janeiro. Argumentam que, se houver jogos nesse período, serão disputados no excessivo calor do verão brasileiro.
Em primeiro lugar, jogar no excessivo calor do verão brasileiro não é problema se os jogos de fins de semanas forem, por exemplo, às 18 horas, quando o sol já está se pondo. Obviamente que os jogos de meios de semana, por serem noturnos, não acarretam nenhum problema.
Em segundo lugar, já se joga, sem a adaptação, no verão escaldante, pois é sabido que, na segunda metade de janeiro, já há jogos pelos Campeonatos Estaduais, no anacrônico calendário atual.
Em terceiro lugar, o verão é a época em que as pessoas estão mais dispostas a se divertirem, e o futebol é uma opção alternativa para tal. Isso faz com que haver futebol no verão seja desejável.
Fica, portanto, demonstrado que quem deseja a adaptação do calendário do futebol brasileiro ao calendário não só europeu, mas sim mundial, não se move pela atitude de “colonizado”, mas sim pela ideia de propiciar aos clubes de futebol nacionais a oportunidade de gerarem mais riquezas e prosperidade.*Luis Filipe Chateaubriand é autor do livro 'Futebol brasileiro: um projeto de calendário', pela editora Publit (www.publit.com.br).

CONCLUIDA A 3º RODADA DO INTERMUNICIPAL

PAPO DE BOLA, SUA FOLHA SEMANAL DE ESPORTES ON-LINE
RESULTADOS DA 3ª RODADA
DO INTER-MUNICIPAL 2009
DOMINGO, 16/08
15:00 Várzea da Roça 4x1 Xique-Xique - Várzea da Roça
15:00 Riachão do Jacuípe 0x1 Ipirá - Riachão do Jacuípe
15:00 Amélia Rodrigues 0x2 Santaluz - Amélia Rodrigues
15:00 Serrinha 5x1 Feira de Santana - Serrinha
15:00 Crisópolis 4x0 São S. do Passe - Crisópolis
15:00 Pojuca 2x1 Rio Real - Pojuca
15:00 Simões Filho 0x1 Saubara - Simões Filho
15:00 Santo Amaro 0x0 São F. do Conde - Santo Amaro
15:00 Gov. Mangabeira 0x3 Conc. da Feira - Gov. Mangabeira
15:00 Cachoeira 3x2 Muritiba - Cachoeira
15:00 Sapeaçu 2x0 Amargosa - Sapeaçu
15:00 Sto. A. de Jesus 2x2 Castro Alves - Sto. A. de Jesus
15:00 Camamú 3x1 Laje - Camamú
15:00 Valença 0x0 Ituberá - Valença
15:00 Ubaitaba 2x1 Uruçuca - Ubaitaba
15:00 Itagibá 1x0 Ipiaú - Itagibá
15:00 Ibicaraí 1x1 Itororó - Ibicaraí
15:00 Itabuna 1x0 Coarací - Itabuna
15:00 Firmino Alves 0x0 Itambé - Itororó
15:00 Itapetinga 3x0 Planalto - Itapetinga
15:00 Iramaia 0x0 Jitaúna - Iramaia
15:00 Itiruçu 1x1 Jequié - Lagedo do Tabocal
15:00 Paratinga 1x1 R. de Santana - Paratinga
15:00 Camacan 5x1 Canavieiras - Camacan
15:00 Ilhéus 1x0 Pau Brasil - Ilhéus
15:00 Porto Seguro 2x1 Itamarajú - Porto Seguro
15:00 Belmonte 1x1 Prado - Belmonte