Postagens mais visitadas

sábado, 17 de maio de 2008

VEM AI GATA DO BLOG


PAPO DE BOLA, SUA FOLHA SEMANAL DE ESPORTES ON-LINE
PAPO DE BOLA APRESENTA A GATA DO BLOG
CONHEÇA GLAUCIA, DÊ SEU VOTO.

sexta-feira, 16 de maio de 2008

DUELO DE TRICOLORES - CLICK E VOTE

PAPO DE BOLA, SUA FOLHA SEMANAL DE ESPORTES ON-LINE E LANCENET
COLOCA VOCE PARA ESCOLHER O MELHOR DE CADA TIME, CLICK A ESCOLHA É SUA

Emerson Leão aposta na virada na Vila Belmiro e desdenha: 'América deu sorte'

PAPO DE BOLA, SUA FOLHA SEMANAL DE ESPORTES ON-LINE
Para treinador santista, sua equipe poderia ter marcado três gols no Azteca.
Treinador do América-MEX responde com ironia.

Apesar da derrota por 2 a 0 para o América-MEX, nesta quinta-feira, no México, na primeira partida das quartas-de-final da Taça Libertadores, o técnico do Santos, Emerson Leão, adota um discurso otimista e até um tanto quanto insolente. Durante o seu discurso, Leão disse que o adversário deu sorte.
- Nos tiraram um gol, tivemos a possibilidade de marcar mais dois. Ou seja, foi uma jornada de muita sorte da equipe do América. Nada mais podemos falar - afirma o treinador, lembrando do gol marcado por Kléber Pereira e anulado pelo árbitro Hector BaldassI, que marcou um impedimento inexistente.
Como acredita que seu time mostrou futebol para, pelo menos, empatar com o América no México, Leão acredita piamente que na Vila Belmiro, na próxima quinta-feira, o Alvinegro tem tudo para conseguir a virada.
- Aqui, acabaram 90 minutos. Temos mais 90 no Brasil. Temos a possibilidade de jogar no Brasil e ganhar também. Quando decidimos em casa, é outra coisa - comenta o treinador.
Luna rebate
O técnico Juan Antônio Luna, do América, não quis se aprofundar no comentário sobre o que Leão falou. O treinador preferiu rir ironicamente.
- Ganhamos porque tivemos sorte? Que continue assim até o fim...

Bruno Santos é campeão e quebra jejum brasileiro de seis anos

PAPO DE BOLA, SUA FOLHA SEMANAL DE ESPORTES ON-LINE
Convidado da etapa bate sensação taitiana e conquista o título em Teahupoo, a praia dos crânios quebrados.
Após seis anos, o Brasil pôde enfim comemorar, nesta quinta-feira, uma vitória no Circuito Mundial, o WCT. E quem a conquistou foi justamente um surfista que não faz parte da elite, que raramente tem a chance de enfrentar Kelly Slater, Andy Irons, Mick Fanning & cia. Bruno Santos usou todo o talento moldado nas ondas de Itacoatiara, em Niterói (RJ), para vencer uma das mais temidas etapas do calendário. Derrotou na final o taitiano Manoa Drollet que, assim como ele era convidado da etapa, e ergueu a taça do Billabong Pro, em Teahupoo, a praia dos crânios quebrados.
Foi a 14ª vitória brasileira na elite do surfe, a primeira no Taiti. O último triunfo verde e amarelo no WCT tinha sido em 2002, com Neco Padaratz, em Hossegor, na França. Em Teahupoo, Neco caiu na repescagem.
Bruninho superou o melhor resultado do Brasil no Taiti ao chegar à final. Antes disso, o pernambucano era o melhor na praia dos crânios quebrado: em 2003, perdeu nas semifinais contra Kelly Slater. O americano levou a melhor e depois venceu o campeonato.
A edição de 2008 foi a terceira participação de Bruninho no Taiti. Na primeira, ele entrou como convidado dos patrocinadores. Nas outras, ganhou vaga após disputar as triagens. No ano passado, seu desempenho não foi bom: caiu na repescagem, contra o australiano Tom Whitaker.

Cabañas faz dois e complica a vida do Peixe na Libertadores

PAPO DE BOLA, SUA FOLHA SEMANAL DE ESPORTES ON-LINE
Equipe tem gol legítimo anulado aos 45 minutos do segundo tempo e agora terá que lutar para inverter a vantagem do América-MEX na Vila Belmiro
Não era dia do Peixe. O Santos perdeu para o América-MEX por 2 a 0, nesta quinta-feira, no estádio Azteca, em mais um dia inspirado do atacante paraguaio Salvador Cabañas, autor dos gols. Agora, a equipe santista terá que lutar muito para inverter a vantagem mexicana na Vila Belmiro, na próxima semana. Os brasileiros ainda foram prejudicados com um gol anulado aos 45 minutos do segundo tempo. Agora, o Peixe terá que vencer por três gols de diferença para se classificar diretamente para a semifinal da Taça Libertadores. Caso o time do técnico Emerson Leão vença por 2 a 0, a classificação será decidida nos pênaltis. Se o América perder por dois gols de diferença mas fizer gol, avança na competição. O grande destaque da partida foi Cabañas, que já havia sido o carrasco do Flamengo no Maracanã. O jogador mostrou muita categoria e deixou sua marca por duas vezes em grande estilo.

quinta-feira, 15 de maio de 2008

LDU arranca empate com San Lorenzo, em Buenos Aires

PAPO DE BOLA, SUA FOLHA SEMANAL DE ESPORTES ON-LINE
Equatorianos sofrem para marcar Dalessandro no Estádio do Gasómetro

O San Lorenzo bem que tentou. Principalmente, nos 15 minutos finais da partida. Mas a LDU conseguiu o que mais queria: o empate em 1 a 1, na Argentina. No jogo de volta das quartas-de-final da Taça Libertadores, no Equador, basta um empate por 0 a 0 ou vitória simples para a equipe de Bieler, Suarez e Cia. avançar às semifinais da competição.
Algoz de Arsenal e Estudiantes, a LDU começa a partida disposta a eliminiar o terceiro time argentino nesta Taça Libertadores. Com uma forte marcação no meio de campo, os equatorianos tentam ganhar no quesito posse de bola. Mas a primeira boa chance do jogo é da equipe anfitriã. Aos 12 minutos, Dalessandro bate escanteio na pequena área e, após bate-rebate, Bergessio carimba a trave esquerda do goleiro Cevallos. No direito de resposta, dois minutos depois, Bieler arranca em velocidade, deixa o zagueiro Aguirre para trás e, cara a cara com Órion, chuta à esquerda do gol. Empurrado pela torcida, o San Lorezo tenta se impor. Aos 22 minutos, Cevallos é obrigado a se esticar todo e defender chute de Dalessandro no cantinho esquerdo. No entanto, é a LDU quem mexe no placar primeiro no Estádio do Gasómetro, em Buenos Aires. Aos 35 minutos, o goleiro Orion arrisca umas embaixadinhas após receber bola recuada e acaba entregando o ouro para o atacante Bieler, que o desarma e toca para o fundo da rede. Três minutos depois, Gonzalez deixa tudo igual no marcador. O lateral-direito cobra falta no cantinho esquerdo de Cevallos, que nem pula na redonda.

Corinthians e Vasco vão decidir em casa

PAPO DE BOLA, SUA FOLHA SEMANAL DE ESPORTES ON-LINE
Sorteio na CBF define ordem dos jogos das semifinais da Copa do Brasil

GLOBOESPORTE.COM Rio de Janeiro

A CBF divulgou na tarde desta quinta-feira a ordem dos confrontos da semifinal da Copa do Brasil. Semana que vem, nos dias 21 ou 22, o Botafogo vai receber o Corinthians no Rio de Janeiro, e o Sport vai pegar o Vasco no Recife.

Na semana seguinte, nos dias 28 e 29 de maio, o Corinthians recebe o Botafogo em São Paulo e o Sport vai ao Rio de Janeiro enfrentar o Vasco.

As datas e os horários serão divulgados ainda nesta quinta-feira

Adriano está de volta à seleção

PAPO DE BOLA, SUA FOLHA SEMANAL DE ESPORTES ON-LINE
Adriano está de volta à seleção brasileira. O atacante do São Paulo foi chamado nesta quinta-feira pelo técnico Dunga para os jogos das eliminatórias da Copa de 2010 contra o Paraguai e a Argentina, nos dias 14 e 18 de junho. Ronaldinho Gaúcho, mais uma vez, ficou fora da lista.
No mesmo dia, Dunga convocou para as eliminatórias e para os amistosos com Canadá (31 de maio, em Seattle) e Venezuela (6 de junho, em Boston) No total, foram 25 jogadores.
Dois deles - Adriano e o lateral-esquerdo Kléber, do Santos - vão se apresentar apenas para as partidas das eliminatórias, no dia 10 de junho, em Teresópolis. Isso porque São Paulo e
Santos estão envolvidos na disputa da Taça Libertadores.
Outros dois jogadores serão liberados após os amistosos nos Estados Unidos e não fazem parte do grupo das eliminatórias: o lateral-esquerdo Marcelo (Real Madrid) e o atacante Rafael Sobis (Bétis). Os dois têm idade olímpica.
No total, Dunga chamou seis jogadores que podem disputar as Olimpíadas de Pequim. Além deles, o goleiro Diego Alves, do Almeria, o meia Diego, do Werder Bremen, o atacante Alexandre Pato, do Milan, e o meia Anderson, do Manchester United.
O primeiro amistoso será no dia 31 de maio contra o Canadá, na cidade de Seattle, nos Estados Unidos. No dia 6 de junho, a seleção enfrenta a Venezuela, em Boston, também na Terra do Tio Sam. As duas partidas servem de preparação para os jogos das eliminatórias da Copa do Mundo de 2010 contra Paraguai, no dia 14 de junho, em Assunção, e contra a Argentina, no dia 18, no Mineirão, em Belo Horizonte.
Confira os 25 convocados:
GOLEIROS
Júlio César (Inter de Milão) Diego Alves (Almería) Doni (Roma)
ZAGUEIROS
Alex (Chelsea) Juan (Roma) Lúcio (Bayern de Munique) Luisão (Benfica)
LATERAIS
Daniel Alves (Sevilla) Marcelo (Real Madrid) Gilberto (Tottenham)Kléber (Santos)
Maicon (Inter)
MEIAS
Anderson (Manchester United) Diego (Werder Bremen) Elano (Manchester City)
Gilberto Silva (Arsenal) Josué (Wolfsburg) Julio Baptista (Real Madrid) Kaká (Milan)
Mineiro (Hertha Berlin)
ATACANTES
Adriano (São Paulo) Alexandre Pato (Milan) Luis Fabiano (Sevilla) Robinho (Real Madrid) Rafael Sobis (Bétis)

Imperador decide, e São Paulo vence Flu

PAPO DE BOLA,
SUA FOLHA SEMANAL DE ESPORTES ON-LINE
Primeiro jogo das quartas tem a presença de mais de 60 mil no Morumbi
Diante de mais de 60 mil pessoas, recorde de público do Morumbi no ano, o São Paulo largou na frente no duelo brasileiro por uma vaga na fase semifinal da Taça Libertadores. Na vitória do Tricolor Paulista por 1 a 0 sobre o Fluminense, na noite desta quarta-feira, Adriano marcou o gol que decidiu a partida e levou a melhor sobre Washington no duelo de centroavantes.
Com o resultado, o Tricolor paulista vai ao Rio de Janeiro, na próxima quarta, podendo empatar ou até perder por um gol de diferença, desde que marque pelo menos um gol. Uma vitória por 1 a 0 leva o jogo para os pênaltis e triunfo do Tricolor carioca por dois gols de diferença dá a vaga nas semifinais ao time das Laranjeiras.
globoesporte.com

quarta-feira, 14 de maio de 2008

Sem a Bombonera, Boca Juniors perde muitos gols e fica no empate com o Atlas

PAPO DE BOLA, SUA FOLHA SEMANAL DE ESPORTES ON-LINE
Argentinos vacilam no fim e permitem gol dos mexicanos, que precisarão empatar em 0 a 0 ou 1 a 1 no jogo de volta para se classificarem

O Boca Juniors não esteve num de seus melhores dias, perdeu muitas oportunidades de gol e ainda permitiu o empate do Atlas, que chegou ao 2 a 2 aos 43 minutos do segundo tempo, pela partida de ida das quartas-de-final da Taça Libertadores. A equipe argentina pareceu sentir falta da tradicional Bombonera, interditada pela Conmebol, e foi até pressionada em alguns momentos, sobretudo no primeiro tempo. Para chegar à semifinal, os mexicanos precisarão simplesmente empatar em 0 a 0 ou 1 a 1 em Guadalajara, na próxima quarta-feira.
O Atlas começou a partida surpreendendo, ao partir para o ataque, pressionar o Boca e conseguir um gol logo no começo, em falha da defesa. Aos seis minutos, Serrano aproveitou passe de cabeça dentro da área, após cobrança de escanteio, e marcou.
Aproveitando os erros do adversário, os mexicanos quase fizeram 2 a 0 aos 19 minutos, em cabeçada perigosa de Marioni. O Boca, sem muita criatividade, conseguia criar jogadas apenas na base da disposição. Riquelme, principal articulador do time, aparecia pouco e longe da área.Aos 36 minutos, os argentinos chegaram ao empate: Palacio cruzou rasteiro e Palermo dividiu com dois marcadores para empurrar para a rede.
O Atlas manteve o estilo ofensivo no segundo tempo, mas foi o Boca que criou as melhores oportunidades. E perdeu dois gols incríveis, cara a cara com o goleiro Bava. O primeiro a desperdiçar a chance foi Palermo, que chegou a driblar Bava, mas se desequilibrou e chutou para fora. Em seguida, seu companheiro de ataque, Palacio, demorou para decidir o que fazer e deu tempo para que um marcador aparecesse e travasse o chute.
Com os atacantes num mau dia, foi preciso um zagueiro para que saísse o segundo gol do Boca. Em jogada parecida à do gol mexicano, Cáceres chutou depois de receber bom passe de cabeça de Palermo, aos 30 minutos.
A defesa do Atlas continuou dando espaço para os jogadores de ataque do Boca, e as chances continuaram aparecendo. Riquelme acertou a trave em um chute colocado, e Palacio concluiu de calcanhar para fora, da entrada da pequena área, após jogada cheia de passes.
Aos 43 minutos, o Boca foi castigado pelas chances deperdiçadas e levou o gol de empate, marcado por Jorge Torres, em mais um escanteio.
globoesporte.com
PAPO DE BOLA,
SUA FOLHA SEMANAL DE ESPORTES ON-LINE
CAMPEONATO AMADOR DE ITABUNA TEM RODADA PRÓXIMO FIM DE SEMANA
CAMPO DE FERRADAS
18/05/2008
10:30 Janízaros X Vasco
18/05/2008
13:30
Portimonense X Santa cruz
18/05/2008
15:30
Botafogo X Atlético

Vasco vence, administra vantagem, e se classifica para a semi com facilidade

PAPO DE BOLA, SUA FOLHA SEMANAL DE ESPORTES ON-LINE
Empurrado pelos seus torcedores, em maioria no estádio Nelson Feijó, em Maceió, o Vasco não teve problemas para vencer o Corinthians-AL por 3 a 1 e carimbar a vaga para a disputa da semifinal da Copa do Brasil. Agora, os cariocas vão enfrentar o vencedor do confronto Sport x Internacional, que se enfrentam ainda nesta quarta-feira. Os gols do Gigante da Colina foram marcados por Leandro Amaral, Alex Teixeira e Rodrigo Antônio. Nil descontou. Na partida de ida, em São Januário, os cruzmaltinos haviam vencido por 5 a 1. Pendurados com dois cartões amarelos, Wagner Diniz e Morais não entraram como titulares. Curiosamente, os dois são alagoanos e foram os mais festejados pela torcida local.
Mesmo sem jogar bem, Vasco chega aos gols facilmente
Tranqüilo em campo depois da vantagem conseguida do Rio de Janeiro, o Vasco entrou em campo com o freio de mão puxado, esperando o adversário atacar. O número excessivo de erros de passe dos cruzmaltinos acabou ajudando os alagoanos a criarem boas chances de marcar. Aos 12 minutos, Serginho Baiano recebeu dentro da área, nas costas dos zagueiros, e chutou. A bola pegou em Jorge Luiz e saiu com muito perigo. O primeiro bom chute em gol dos vascaínos aconteceu aos 19 minutos, com Leandro Amaral. O atacante girou na entrada da área e bateu rasteiro, mas o goleiro Veloso defendeu firme. Um minuto depois, a resposta corintiana. Após nova bobeada da zaga, Reinaldo Alagoano ficou de frente para Tiago, que saiu nos pés do atacante e fez uma grande intervenção. Aos 22, em uma jogada rápida, o Vasco jogou um balde de água fria no ânimo alagoano. Edmundo fez um grande lançamento para Leandro Amaral, que, na velocidade, driblou o goleiro e, antes que o zagueiro chegasse, empurrou para o gol vazio: 1 a 0. A consolidação definitiva da classificação veio aos 28 minutos. Alex Teixeira, que não vinha fazendo uma boa partida, mostrou por que é uma das esperanças da Colina. Após receber um lançamento na direita e de um ótimo domínio, pedalou, passou por dois zagueiros e, de dentro da área, tocou rasteiro no canto esquerdo do goleiro. Golaço e 2 a 0 no placar. Antes do fim do primeiro tempo, aos 39, o Corinthians ainda criou outra boa chance em um chute de longe do lateral-direito Maizena, mas Tiago, mais uma vez, estava lá para impedir o gol. O time do técnico Antônio Lopes entrou em campo com algumas novidades táticas, Pablo e Alex Teixeira se revezaram, ora um como ala, ora outro como meia.
GLOBOESPORTE.COM

Imperador e Coração Valente medem forças no primeiro confronto tricolor

PAPO DE BOLA, SUA FOLHA SEMANAL DE ESPORTES ON-LINE Adriano é o craque do São Paulo; Washington, o matador do Flu. Duelo entre os dois é apenas um na primeira partida das quartas da Libertadores

Em um Morumbi com expectativa de grande públi-co, São Paulo e Fluminense se enfrentam nesta quar-ta-feira, às 21h50m, pelo primeiro jogo das quartas-de-final da Libertadores. E o encontro já começa a pegar fogo pelo duelo particular entre dois atacantes com características semelhantes: Adriano, o Impera-dor, e Washington, o Coração Valente. Adriano está em grande fase: é o artilheiro do São Paulo na temporada, com 15 gols, sendo quatro na Libertadores. O Imperador chegou ao time paulista para se recuperar dos problemas pessoais que atrapalhavam seu rendimento na Itália, onde defendia o Internazionale de Milão. Tem conseguido se destacar dentro de campo, mas só fica no clube até o fim da Libertadores. Uma grande perda para a equipe, principalmente no restante do Brasileiro.


A TV Globo transmite a partida ao vivo, e o GLOBOESPORTE.COM acompanha em Tempo Real a partir das 21h30m.
Misterioso, Flu tenta destronar o Imperador
De olho nas semifinais da Taça Libertadores, Renato Gaúcho faz misté-rio contra o São Paulo

No lado carioca, o problema é que Washington, que começou a temporada marcando um gol atrás do outro, está há sete partidas sem balançar as redes, enquanto Adriano, que no início do ano era visto com desconfiança pelos torcedores, não pára de deixar sua marca.
- Será um duelo interessante. O Adriano é um grande jogador, forte, perigoso, e que merece todo o nosso cuidado e atenção. Só que neste duelo com o Imperador, espero que o Coração Valente se dê melhor – brinca Washington. Um dos jogadores mais dedicados do elenco, Washington tem passado os últimos treinos aprimorando os chutes e cabeçadas, e espera que o jejum de gols termine nesta quarta.
- Não tenho jogado mal, mas também não estou jogando o que posso. Tenho ajudado o time, mas atacante tem de ajudar fazendo gols. Tomara que ele saia neste jogo, que será importantíssimo para o Fluminense – completa.
Em torno dos dois finalizadores, outras curiosidades tornam o confronto ainda mais atrativo: quase 54 mil ingressos já foram vendidos antecipadamente, e a promessa é de casa cheia. Os cariocas também estão se mobilizando para comparecer ao Morumbi: mais de três mil estarão no estádio para acompanhar a partida.
Espera pelo homem da bola parada

No Tricolor paulista, o técnico Muricy Ramalho ainda espera por Jorge Wagner. O meia se recupera de entorse no joelho direito e tem chances reduzidas de jogar. Sem ele, responsável por 13 assistências para gols na temporada, o treinador deve escalar Hugo na armação. Apesar de saber que Jorge Wagner é o grande responsável pelas cobranças de falta e escanteios do São Paulo, Muricy diz que outros podem fazer a função.
- Tenho treinado outros para cobranças de falta, como o Dagoberto, o Hugo, o Hernanes, mas o Jorge tem precisão nata - resume Muricy.
Dúvida: Dodô ou Arouca
No Tricolor carioca, o técnico Renato Gaúcho tem duas opções: escalar o time no 4-4-2, com Dodô e Washington na frente, ou no 3-6-1, com o Coração Valente isolado no ataque e Arouca no meio.
Washington ainda não sabe se terá a companhia de Dodô no ataque e prefere elogiar o elenco, mas não esconde que gostaria da presença do companheiro no jogão.
- Independentemente de quem entrar em campo, o importante será a atenção e a dedicação, o apoio dos meias e dos laterais. Claro que o Dodô é uma peça importante do nosso time, divide comigo a responsabilidade e preocupa qualquer defesa. Mas quem decide isso é o Renato, e o time que ele escalar, seja qual for, terá todas as condições de conseguir um bom resultado no Morumbi.


PAPO DE BOLA EDIÇÃO 134ª DE 12/05/2008

SEU PAPO DE BOLA DA SEMANA


















segunda-feira, 12 de maio de 2008

DISPENSAS

PAPO DE BOLA, SUA FOLHA SEMANAL DE ESPORTES ON-LINE
Após reapresentação do elenco, Vitória anuncia 12 dispensas
Da Redação - do Portal do Futebol - Elton Serra

Uma segunda-feira agitada nos bastidores do Vitória. Após a estréia do clube na Série A do Campeonato Brasileiro, quando o Rubro-negro perdeu para o Cruzeiro por 2 a 0 no Barradão, a diretoria do clube anunciou uma lista de dispensa de jogadores. E são muitos.
O zagueiro Rafael Santos está deixando o Vitória por motivos financeiros. Preterido pelo treinador Vagner Mancini, o jogador não escondeu seu descontentamento e afirmou que o clube não paga seus salários desde fevereiro, e está retornando ao Atlético-PR, assim como o lateral esquerdo Alessandro.O lateral Gustavo e o meia-atacante Caíque também fazem parte da lista do Vitória. Os dois jogadores, revelados na divisão de base do Leão, entraram na justiça contra o clube, alegando que o Rubro-negro não depositou o FGTS de ambos. A diretoria desmente a denúncia e afirma que o FGTS dos jogadores estão regularizados desde que a Timemania entrou em vigor.Completam o "listaço" jogadores como o goleiro França, o zagueiro Alex Oliveira, os volantes Uelinton, Fernando e André Silva, os meias Marcelo Silva e Danilo Rios, além do atacante Diego Silva. No total, 12 jogadores deixaram o Vitória nesta segunda-feira.

Da Redação - do Portal do Futebol - Rafael Sena

PAPO DE BOLA, SUA FOLHA SEMANAL DE ESPORTES ON-LINE
'Finalistas' do Baiano focados nas três séries do nacional
Em nenhum outro estadual do Brasil quatro equipes chegaram à última rodada da competição com chances reais de faturar o título como o Baiano de 2008. As 'finais' foram, sem dúvida, o desenho fiel do equílibro entre equipes, acompanhado de supresas que ameaçaram a hegemonia da dupla BaVi.A começar pelos times de Vitória da Conquista e Itabuna, que classificaram-se para o quadrangular decisivo. O Bode, com um futebol redondo e uma campanha acima da média durante todo o campeonato era o favorito ao título até o último jogo. A goleada sofrida ante o Bahia tirou as esperanças de Rafael, Tatu e Cia. Contudo, alguns jogadores do time Alviverde não passaram desapercebidos a saga de empresários e cartolas, que começam a contratá-los. O Bode tem pela frente a série C, que começa em julho.
O Itabuna titubeou durante as primeiras rodadas do estadual, ora entre os últimos colocados, ora na zona intermediária. Mas foi sob o comando do experiente Ferreira, a partir da segunda metade do campeonato, é que a equipe deslanchou de vez e conseguiu uma das vagas. Chegou a vencer a dupla BaVi. Entretanto, os gols de Juca levaram o Azulino somente ao quarto lugar, porém suficiente para disputar a série C no segundo semestre. A diretoria promete brigar pelo acesso.Embora vice-campeão, os números confirmaram a superioridade do Bahia no Campeonato Baiano, que escapou-lhes aos dedos por causa de um gol. Fruto de um setor ofensivo precário. Mas o maior número de vitórias e pontos corridos mostraram uma campanha regular para um equipe sem estádio. Tudo isso oferta expectativas ao torcedor tricolor quanto à Série B. No entanto, o time do técnico Comelli carece de reforços, principalmente no ataque, se quiser chegar à elite do futebol e dar alegrias à nação tricolor. Na primeira partida, 1 a 1 diante do Fortaleza, em Feira de Santana.O Vitória vai mesmo precisar do ataque campeão baiano para manter-se na série A do Campeonato Brasileiro, tamanha é a deficiência no setor defensivo. O título do estadual veio, sobretudo com o sabor a mais de ter desbancado o rival Bahia, vencendo apenas um clássico BaVi e perdendo outros três. Atenta, a torcida rubro-negra comemorou, mas optou pela preocupação quanto ao nível da equipe para a competição nacional. O sentimento procede. Na estréia, no Barradão, o Vitória perdeu de 2 a 0 para o Cruzeiro. A diretoria do clube, porém, não pára de anunciar reforços para não passar pela mesma ansiedade do estadual. Só que às avessas.

Coxa volta à série A com bela vitória sobre Verdão

PAPO DE BOLA, SUA FOLHA SEMANAL DE ESPORTES ON-LINE
No duelo entre os campeões paranaense e paulista, o Coxa mostra a sua força dentro de casa e desbanca a equipe de Vanderlei Luxemburgo.

No duelo entre os campeões estaduais, os paranaenses acabaram com o favoritismo dos paulistas logo na primeira rodada do Campeonato Brasileiro. Com um gol do estreante meia Michael, ex-Guaratinguetá (assista ao vídeo) e Hugo, o Coritiba venceu o Palmeiras por 2 a 0, neste domingo, no Estádio Couto Pereira, em Curitiba.

O jogo foi movimentado. O Palmeiras dominou o primeiro tempo e o Coxa foi melhor na etapa final. Mas a forte marcação dos dois lados acabou resultando em oito cartões amarelos: Hugo, Nenê e Ricardinho (Coritiba), Sandro Silva, Valdivia, Alex Mineiro, Kléber e Pierre (Palmeiras) e dois vermelhos Carlinhos Paraíba e Diego Souza.

Na segunda rodada do Campeonato Brasileiro, o Coritiba enfrenta o Figueirense, domingo, às 18h10m, no Estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis. No mesmo dia e horário, o Palmeiras disputa o clássico contra o Internacional, no Palestra Itália, em São Paulo.

Afastado da torcida, Fla vence fácil os reservas do Santos

PAPO DE BOLA, SUA FOLHA SEMANAL DE ESPORTES ON-LINE
Na ressaca da Taça Libertadores, time carioca estréia no Brasileiro com vitória por 3 a 1, no Maracanã com portões fechados.
Foi com os pássaros quero-queros que o Flamengo pôde comemorar a vitória por 3 a 1 sobre o Santos, no Maracanã. Além da má vontade da torcida com o time depois da eliminação da Taça Libertadores, a punição do STJD impediu que os rubro-negros assistissem à estréia importante no Campeonato Brasileiro.
Com o estádio deserto, livre da provável irritação da torcida e ainda enfrentando uma equipe quase de reservas, o Flamengo teve o trabalho facilitado na primeira partida sob o comando de Caio Júnior.
O substituto de Joel Santana manteve o time do antecessor, mas contou com o fim da soberba que tanto atrapalhou na partida contra o América-MEX. Sem contar com a maioria de seus titulares, Emerson Leão mandou a campo um apanhado entre reservas e ex-juniores, mas que em momento algum ameaçou os cariocas.
Mas, certamente, o torcedor rubro-negro preferia o lugar dos santistas. Afinal, apesar de derrotado neste domingo, o time paulista enfrenta justamente o América-MEX, na Cidade do México, na próxima quarta-feira pelas quartas-de-final da Taça Libertadores.
Por sua vez, o time carioca terá a semana para descansar e se preparar para a segunda rodada do Brasileirão. O próximo confronto será domingo contra o Grêmio, em Porto Alegre.