Postagens mais visitadas

sábado, 3 de maio de 2008

PAPO DE BOLA, SUA FOLHA SEMANAL DE ESPORTES ON-LINE

Itabuna volta ao Barradão após goleada histórica
Da Redação www.futebolbaiano.net - Elton Serra.

A derrota de 6 a 0 no Barradão para o Vitória, na primeira fase do Campeonato Baiano, é fato esquecido pelo elenco do Itabuna. Os jogadores do Dragão do Sul querem mudar o retrospecto e apostam num triunfo contra o Rubro-negro, neste domingo, pela última rodada da competição estadual.
Para o treinador Ferreira, o favoritismo é do adversário, mas o Itabuna já mostrou ter condições de surpreender os mais otimistas. Se a vitória contra o Rubro-negro pode não trazer o título - o Azulino terá que torcer por um empate entre Bahia e Vitória da Conquista -, ela com certeza garante o clube na Copa do Brasil do ano que vem. E é com este objetivo que o time viaja rumo à Salvador.A única mudança na equipe será o retorno do zagueiro Emílio, que cumpriu suspensão automática na partida contra o Bahia. Com isto, Diego Aragão deve retornar ao banco de reservas, enquanto Sandro reassume o papel de volante, e o Itabuna jogará com a mesma formação que venceu o Vitória da Conquista por 3 a 2, há duas rodadas.
Série C - Na próxima semana, o presidente Ricardo Xavier deverá anunciar os primeiros reforços para a terceira divisão do Campeonato Brasileiro, que começará em julho. Os zagueiros Ricardo e Thobias, que atuaram pelo Atlético de Alagoinhas em 2007, são dois dos possíveis nomes que podem integrar o elenco do Itabuna na Série C nacional.
PAPO DE BOLA, SUA FOLHA SEMANAL DE ESPORTES ON-LINE

Vitória apresenta dois reforços para série A e quer mais.

Da Redação www.futebolbaiano.net/ - Rafael Sena.

A aposta do Vitória para se desfazer da torta campanha no estadual e sustentar-se da melhor forma na série A do Campeonato Brasileiro são os novos reforços, que devem desembarcar na Toca do Leão nos próximos dias.
O primeiro deles é o atacante Dinei, que disputou o Campeonato Paulista pela Guaratinguetá. A contratação do jogador é produto de um recente acordo com o Rubro-negro e o Atlético-PR, dono do seu passe. Dinei chega na próxima segunda-feira, 5, para assinar contrato. O meia Héverton, que estava encostado no Corinthians e acertou contrato com o Vitória por empréstimo, apresentou-se hoje, sexta-feira, juntamente com Muriqui, conhecido atacante do futebol carioca, com passagens pelo Vasco e Madureira, onde jogava atualmente.Jorge Sampaio, presidente do clube, anunciou nesta semana que o Leão está prestes a entrar em acordo com mais um atleta. É o lateral-esquerdo Valmir, que já passou pelo Cruzeiro-MG e Palmeiras-SP. De acordo com Sampaio, o clube ainda corre atrás de um goleiro para a competição nacional. Nova data - A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) adiantou a estréia do Rubro-negro na série A. Antes marcado para o dia 11, domingo, a partida entre Vitória e Cruzeiro, no Barradão, acontece agora no dia 10, sábado, às 18h. O motivo da alteração ficou por conta da rodada das quartas de final da Copa do Brasil, que tem lugar na antiga data.

Baianão chega à última rodada com os quatro times na briga


PAPO DE BOLA, SUA FOLHA SEMANAL DE ESPORTES ON-LINE

Da Redação do www.futebolbaiano.net/ - Elton Serra



O que poucos imaginavam que poderia acontecer, ficou explícito após o final da quinta rodada da fase final do Campeonato Baiano. No domingo, Vitória da Conquista, Vitória, Bahia e Itabuna entram em campo com chances reais de faturar o título estadual, e até as duas vagas para a Copa do Brasil ainda estão em aberto.
As maiores chances de título são do Vitória da Conquista. Basta ao Alviverde do Sudoeste vencer o Bahia para comemorar seu primeiro título estadual em apenas três anos de vida. Com oito pontos ganhos, o time treinado por Elias Borges chegaria aos 11 e não poderia mais ser alcançado por seus concorrentes. Um empate também pode dar o título ao Vitória da Conquista, desde que Vitória e Itabuna também não saiam de um resultado de igualdade.Segundo colocado, com sete pontos ganhos e um gol de saldo negativo, o Vitória não depende mais de suas forças. O Rubro-negro, além de ter a obrigação de vencer o Itabuna, terá que torcer para que o Vitória da Conquista não vença o Bahia. Se o Tricolor vencer por três gols de diferença, o Rubro-negro terá que vencer o Itabuna por dois gols de diferença.Assim como o arqui-rival, só um triunfo interessa ao Bahia, que tem sete pontos e um saldo negativo de dois gols. Como o triunfo não será suficiente, o Tricolor terá que torcer para que o Vitória não vença o Itabuna. Caso o Rubro-negro vença por um gol de diferença, o Bahia terá que vencer por três, ultrapassando o Rubro-negro no saldo de gols.Mesmo com seis pontos, o Itabuna possui as mesmas chances da dupla BaVi. Para ser campeão, o Dragão do Sul precisa vencer o Vitória no Barradão e torcer por um empate na partida Bahia x Vitória da Conquista. O time treinado por Ferreira chegaria aos nove pontos, empataria com o Vitória da Conquista e se sagraria campeão baiano com uma vitória a mais que o Alviverde.

OLHA, VAMOS LER O REGULAMENTO

PAPO DE BOLA, SUA FOLHA SEMANAL DE ESPORTES ON-LINE
O globoboesporte.com insiste em sua tela de que o Dragão do sul necessita de uma goleada contra o Leão do lixão para esperar o empate entre Bahia e Vitória da Conquista e sagrar-se Campeão baianao iguinorando o primeiro ponto do regulamento que é maior número de vitórias.

quinta-feira, 1 de maio de 2008

Ferreira exalta exibção do Itabuna, mas prega cautela contra o Vitória


PAPO DE BOLA, SUA FOLHA SEMANAL DE ESPORTES ON-LINE

Da Redação - Elton Serra. do portal do Futebol baiano - A euforia da torcida e dos jogadores do Itabuna logo após o apito final do árbitro não atingiu ao treinador Ferreira.

Bastante tranqüilo, o técnico exaltou a grande exibção de sua equipe na partida contra o Bahia, mas mantém o discusso de que o Itabuna não é favorito ao título estadual.
"Nosso time fez a melhor partida no campeonato. Os jogadores seguiram à risca o que nós pedimos, e por isso a vitória chegou com certa facilidade", declarou Ferreira, que já começa a pensar na partida do próximo domingo, contra o Vitória. "Cada partida para o Itabuna é uma final, e contra o Vitória não será diferente", completou.Para ser campeão, o Itabuna precisa vencer o Rubro-negro no Estádio Manoel Barradas, além de torcer por um empate entre Bahia e Vitória da Conquista, em Camaçari. Com isto, o Dragão do Sul chegaria aos nove pontos e três vitórias, superando o Alviverde do Sudoeste, que chegaria ao mesmo número de pontos, mas com um triunfo a menos. "Muita gente já dava como certa a nossa eliminação, e provamos que o Itabuna tem uma equipe forte e não chegou à fase final para ser figurante", disparou o treinador Ferreira.Sem tempo para comemorações, o elenco do Itabuna já retorna aos treinamentos na manhã desta sexta-feira. No sábado, viaja com destino à Salvador, onde encara o Vitória às 16h do domingo.

Tricolor perde chance de assumir a liderança


PAPO DE BOLA, SUA FOLHA SEMANAL DE ESPORTES ON-LINE

Time perde por 3 a 0 para o Itabuna. Se tivesse vencido, teria terminado a rodada na ponta.


O Bahia decepcionou sua torcida e foi derrotado por 3 a 0 pelo Itabuna, nesta quinta-feira, deixando o Campeonato Baiano totalmente enrolado. Além de ter desperdiçado a chance de assumir a ponta, já que o Vitória perdeu por 3 a 1 para o Vitória da Conquista, o Tricolor tem obrigação de vencer a última partida se quiser o título. Agora, o Bahia tem sete pontos e está na terceira colocação do quadrangular final. O Itabuna chegou a seis e terá chances de ser campeão na última rodada do Estadual. O líder é o Vitória da Conquista, com oito pontos. O Vitória, com sete, está na vice-liderança. Na última rodada, o Bahia enfrenta o Vitória da Conquista no Armando Oliveira. Se o Tricolor for derrotado, o Bode conquista o Estadual. Se vencer, precisará torcer para um tropeço do Leão diante do Itabuna para ser campeão.

Bode vence o Leão e assume a liderança


PAPO DE BOLA, SUA FOLHA SEMANAL DE ESPORTES ON-LINE

Triunfo de virada, coloca o Conquista perto do título. Xará da capital já não depende de si.

Jogando no Lomanto Júnior, o Vitória chegou a sair na frente, mas deixou o Vitória da Conquista chegar à virada e vencer por 3 a 1, na tarde desta quinta-feira, pelo quadrangular final do Campeonato Baiano. Com o resultado, o Leão precisará vencer o Itabuna na próxima rodada para ser campeão. No entanto, o time não dependerá somente de si, já que o Bode, com a vitória desta quinta-feira e a derrota por 3 a 0 do Bahia para o Itabuna, assumiu a liderança do quadrangular, com oito pontos, e é campeão com uma vitória sobre o Tricolor, na última rodada.

Flu quase se complica, mas vence na Colômbia


PAPO DE BOLA, SUA FOLHA SEMANAL DE ESPORTES ON-LINE

Tricolor joga em ritmo sonolento, mas 2 a 1 garante vantagem.


LANCEPRESS!

A estréia no mata-mata da Libertadores poderia ter sido um pouco mais fácil para o Fluminense, mas o importante foi a vitória por 2 a 1 sobre o Atlético Nacional (COL), em Medellín. Mesmo sem jogar bem e sem aproveitar a vantagem de um homem a mais desde o primeiro tempo, o Tricolor volta para o Rio com a vantagem do empate no Maracanã para chegar às quartas-de-final da Libertadores.
Trilhando um caminho desconhecido na Libertadores, o Fluminense não teve tanta dificuldade no início. Até que começou bem o jogo. Logo no primeiro minuto tocou bem a bola no ataque e Junior Cesar soltou uma bomba para fora. Mas o Atlético Nacional começou a crescer e o Tricolor ficou recuado esperando o melhor momento.
Até que aos 18 minutos o caminho do Fluminense ficou mais fácil. Em boa jogada individual, Junior Cesar entrou sozinho na área e foi derrubado por Ospina. Por ser o último homem, o goleiro foi expulso. Thiago Neves cobrou o pênalti com perfeição e abriu o placar em Medellín.

Com um a mais, o Fluminense se soltou em campo e passou a dominar. Mas não criou uma chance clara de gol e, como é característica do time deste ano, se desligou um pouco do jogo. Tanto que no final o Atlético Nacional voltou a ter mais posse de bola. Só não assutou porque esbarrou na fragilidade do time.
E o Fluminense não conseguiu aprender com seus erros no Campeonato Carioca. Com um a mais e sem mostrar muita vontade, acabou sendo castigado no início do segundo tempo. De tanto tentar, o Atlético Nacional aproveitou bobeira generalizada da defesa tricolor para empatar. Aos seis minutos, Washington cortou mal um escanteio e Arrué, sem marcação, chutou sem chances para Fernando Henrique.
Com Thiago Neves, Conca e Cícero sumidos e Washington sem tocar na bola, estava difícil chegar ao gol. Mais pedras no caminho tricolor. Logo após o empate, que animou a torcida colombiana, o Fluminense perdeu Thiago Silva, machucado. Quando finalmente acordou, o Tricolor voltou a ser superior após saída do camisa 10.
Até que o segundo gol caiu do céu. Aos 30 minutos, Conca resolveu arriscar de fora da área e acetrou no canto de Barahoma. Com a vantagem no placar, Renato Gaúcho resolveu promover a volta de Dodô após dois meses sem jogar em função de uma fratura no osso da face. E o atacante quase marcou no primeiro chute. Uma bomba que passou rente à trave.
Apesar de levar um sufoco no final, o Fluminense conseguiu sair vitorioso. As duas equipes se enfrentam na próxima terça-feira, no Maracanã.

São Paulo segura empate em Montevidéu


PAPO DE BOLA, SUA FOLHA SEMANAL DE ESPORTES ON-LINE

Bem taticamente, Tricolor leva para o Morumbi a decisão por uma das vagas nas quartas-de-final da Copa Libertadores.


Se empatar fora e apostar na força da sua torcida dentro de casa é uma boa fórmula para conquistar a Libertadores, o São Paulo está no caminho certo. Nesta quarta-feira à noite, em Montevidéu, o Sampa segurou o Nacional e garantiu o empate sem gols, pela primeira partida das oitavas-de-final da competição.A igualdade, de certa forma, é favorável ao Tricolor paulista, que decidirá uma vaga nas quartas-de-final na próxima quarta-feira, no Morumbi. No entanto, um novo empate, mas desta vez com gols, poderá eliminar o clube brasileiro - gols fora de casa servem como critério de desempate.Mas nada disso é capaz de estragar a boa atuação do São Paulo no Uruguai. Bem taticamente, o técnico Muricy Ramalho armou bem sua equipe e soube explorar as deficiências do time adversário. Resultado? Mais posse de bola e comando do jogo.Lotado, o estádio Parque Central seria um grande trunfo do Nacional. No entanto, o barulho das arquibancadas ficou apenas fora das quatro linhas. Nem os gandulas, que prometeram expulsar Adriano de campo, surtiram efeito. Dentro de campo, os uruguaios apostaram na bola aérea, mas o grandalhão Morales não conseguiu se livrar da boa marcação são-paulina.A bola aérea, aliás, predominou em toda primeira etapa. Se o Nacional versão 2008 apostou neste tipo de fundamento, o São Paulo, especialista no assunto, não deixou por menos. Sem se intimidar com os torcedores uruguaios, o Tricolor se impôs em campo e jogou de igual para igual nos 45 minutos iniciais. Porém, as duas equipes pecaram na hora do último toque.A catimba sul-americana, que faltou no primeiro tempo, ficou explicita no ínicio da etapa final. Fábio Santos, que acabara de entrar no lugar de Zé Luis, se desentendeu com o adversário e, por pouco, uma confusão não se instalou em campo. A partir daí, o Nacional exagerou nas jogadas violentas e era beneficiado pela passividade do árbitro.Mesmo jogando fora de casa, o Tricolor paulista fez uma das suas melhores exibições na Libertadores deste ano. O time paulista soube segurar o ímpeto uruguaio e foi mais perigoso ao longo de toda partida. Hugo e Éder Luis só não abriram o placar, pois não souberam ter a calma necessária para isso.No final, a tradicional pressão do mandante prevaleceu. Os torcedores são-paulinos que já acreditavam no empate, ficaram apreensivos. Mas, a decisão ficou mesmo para o Morumbi, onde o São Paulo venceu os três jogos da fase de grupo.

quarta-feira, 30 de abril de 2008

Fla faz quatro no México e fica perto da vaga




PAPO DE BOLA, SUA FOLHA SEMANAL DE ESPORTES ON-LINE

Equipe brasileira pode perder por até dois gols de diferença no Maracanã.

Três dias depois de obter vantagem na final do Campeonato Carioca, o Flamengo conseguiu mais um bom resultado e está muito perto da classificação para as quartas-de-final da Taça Libertadores. Depois de 14 horas de viagem para a capital mexicana, o time carioca mostrou fôlego para derrotar o América do México por 4 a 2 no estádio Azteca. As duas equipes voltam a se enfrentar na próxima quarta-feira, às 21h50m, no Maracanã. O Flamengo garante a vaga até com derrotas por 2 a 0 ou 3 a 1.

Com duas alterações em relação ao time que iniciou o jogo contra o Botafogo no último domingo - Luizinho no lugar de Leo Moura, e Jaílton na vaga de Toró -, o Flamengo não se intimidou por estar na casa do adversário e buscou o ataque. Logo aos dois minutos, a equipe carioca teve excelente chance de abrir o placar. Após escanteio cobrado por Luizinho, Marcinho cabeceou da risca da pequena área e mandou a bola por cima do gol.

Raposa perde, mas faz gol valioso no Boca



PAPO DE BOLA, SUA FOLHA SEMANAL DE ESPORTES ON-LINE


No jogo de volta, na próxima quarta, no Mineirão, Cruzeiro se classifica se vencer por 1 a 0

GLOBOESPORTE.COM


O Cruzeiro não conseguiu vencer, mas arrancou um golzinho valioso na noite desta quarta-feira, na derrota por 2 a 1 para o Boca Juniors, no caldeirão do La Bombonera, pelo jogo de ida das oitavas-de-final da Taça Libertadores. Com este resultado, a Raposa pode eliminar os argentinos se vencerem por 1 a 0, na próxima quarta, no Mineirão. Para o Boca, basta um empate, por qualquer placar, ou até uma derrota por um gol de diferença, desde que marque dois ou mais em Belo Horizonte. Se a Raposa vencer por 2 a 1, a decisão da vaga será nos pênaltis.O ídolo maior do clube argentino, Diego Maradona, estava lá e vibrou muito com mais uma vitória em cima de um time brasileiro. No ano passado, no caldeirão argentino, o Boca derrotou o Grêmio por 3 a 0, na decisão da Libertadores, e o São Paulo por 2 a 1, pela Copa Sul-Americana. O vencedor deste confronto pega Atlas (México) ou Lanús (Argentina) nas quartas. O time mexicano venceu o primeiro jogo, fora de casa, por 1 a 0.Neste domingo, o Cruzeiro volta as atenções para o jogo de volta da decisão do Campeonato Mineiro, contra o Atlético-MG, quando poderá até perder por cinco gols de diferença. O Boca Juniors também tem um clássico importante neste domingo, quando enfrenta o River Plate, também em La Bombonera, pelo Torneio Clausura.

América-MEX x Flamegno Fla testa no Azteca o poder de superação


PAPO DE BOLA, SUA FOLHA SEMANAL DE ESPORTES ON-LINE

Time tenta superar cansaço e foco no Estadual contra um América em crise.


O Flamengo na sua fase de sedução tem dois objetos de conquista a curto prazo: o título do Campeonato Carioca e a classificação às quartas-de-final da Taça Libertadores. Nesta quarta-feira, o Rubro-Negro, dividido, enfrenta o América-MEX no estádio Azteca pelo torneio continental. A partida começa às 19h45m (horário de Brasíla), na Cidade do México.
O GLOBOESPORTE.COM acompanha a partir de 19h30m em Tempo Real. O SporTV transmite para todo o Brasil.
Depois de vencer o Botafogo por 1 a 0 no primeiro jogo da decisão do Carioca, o clube rubro-negro enfrentou uma maratona de mais de 14 horas de viagem para chegar à América do Norte. Se não bastasse, teve o treino cancelado por causa da chuva. Diante de tantos problemas, a altitude de 2.300 metros somada à poluição do Distrito Federal mexicano foram colocadas em segundo plano. O desgaste é público e notório. Por isso, o técnico Joel Santana admite modificar a equipe (assista ao vídeo abaixo). Tudo em nome do condicionamento físico. Ele assegura que não privilegia o Estadual.

Flu quer dar a volta por cima em Medellín


PAPO DE BOLA, SUA FOLHA SEMANAL DE ESPORTES ON-LINE

Renato diz que time vai comer grama por gratidão ao apoio da torcida.

Caio Barbosa Enviado especial do GLOBOESPORTE.COM, em Medellín


O Fluminense, que nos anos da Máquina Tricolor adotou o lema “Vencer ou Vencer” criado pelo então presidente Francisco Horta, agora adota o lema da superação para bater o Atlético Nacional, nesta quarta, às 22h (de Brasília), no Estádio Atanásio Girardot, em Medellín, no jogo de ida das oitavas-de-final da Libertadores. Depois de um início de ano promissor, com um trio de atacantes de causar inveja aos rivais, o Tricolor acabou perdendo Leandro Amaral para o Vasco, Dodô por dois meses, devido a uma fratura na face, e Washington por um jogo e muitos treinos, resultado de uma forte torção no tornozelo. Diante dos problemas, o time do técnico Renato Gaúcho acabou nem chegando à final do Campeonato Carioca, um de seus principais objetivos. Agora, com Washington e Dodô praticamente recuperados, mas sem Leandro Amaral, o Fluminense quer cicatrizar a ferida da perda do Estadual dando mais um passo histórico na Libertadores: a inédita classificação para as quartas-de-final. Para isso, o time espera conseguir pelo menos um empate em Medellín, a fim de levar a decisão para o Maracanã, na próxima terça-feira. Na teoria, o favoritismo é tricolor. Primeiro colocado na fase inicial da Libertadores, o time terá pela frente o pior segundo colocado e 16º no geral. Mas a derrota para o Botafogo, ou melhor, as derrotas para o Botafogo mostraram que favoritismo não combina muito com o Tricolor.

Bernardinho chama Nalbert; Ricardinho fora


PAPO DE BOLA, SUA FOLHA SEMANAL DE ESPORTES ON-LINE
Treinador divulga lista de inscritos na Liga Mundial, que servirá de teste para as Olimpíadas.

O técnico da seleção brasileira masculina, Bernardinho, divulgou nesta terça-feira os 19 atletas inscritos na Liga Mundial. A grande surpresa na lista foi a presença do ponta Nalbert, cortado da equipe há um ano por conta de uma lesão na coxa. Ricardinho, como já era esperado, ficou fora. A competição servirá de base para a convocação aos Jogos Olímpicos de Pequim.
O meio-de-rede Rodrigão, que segue em recuperação de uma operação no joelho esquerdo, foi listado. Manius, ponteiro que já jogou com alguns dos atuais jogadores da seleção na equipe juvenil, foi chamado. Ele tem bom passe e se apresente bem na defesa. Bernardinho também convocou um jogador que nunca defendeu o Brasil: o levantador Marlon, do Cuneo.
O Brasil enfrentará Sérvia, Venezuela e França na primeira fase da Liga Mundial. A estréia da seleção de Bernardinho será no dia 14 de junho, contra os sérvios, em São Paulo.

Convocados:

01) Bruninho - Levantador (Florianópolis)
02) Marcelinho - Levantador (Panathinakos Atene)
03) Eder - Central (Florianópolis)
04) André Heller - Central (Modena)
05) Sidão - Central (Modena)
06) Samuel - Oposto(Lokomotiv Belgorod)
07) Giba - Ponta (Iskra Odsintovo)
08) Murilo - Ponta (Modena)
09) André Nascimento - Ponta (Modena)
10) Sérginho - Líbero (Piacenza)
11) Anderson - Oposto (Canoas)
12) Nalbert - Ponta (Minas)
13) Gustavo - Central (Treviso)
14) Rodrigão - Central (Macerata)
15) Manius - Ponta (Cuneo)
16) Lucão - Central (Florianópolis)
17) Marlon - Levantador (Cuneo)
18) Dante - Ponta (Panathinakos)
19) Alan - Líbero (Dinamo Mosca)

Carlos Alberto sem moral no Brasil


PAPO DE BOLA, SUA FOLHA SEMANAL DE ESPORTES ON-LINE

Apenas três dos 14 clubes ouvidos apostariam na contratação do meia.


LANCEPRESS!

Em seu currículo, títulos como do Campeonato Brasileiro, Liga dos Campeões e Mundial. No entanto, a fase do meia Carlos Alberto não é das melhores. O jogador chegou ao São Paulo para tentar recuperar o prestígio no cenário futebolísitico, mas não conseguiu.O jogador, que já estava afastado do clube, foi comunicado que não faz mais parte dos planos do São Paulo para o restante da temporada. Tido como um meia de ligação, Carlos Alberto agora está à procura de um novo clube.O LANCENET! ouviu 14 dirigentes dos principais clubes brasileiros e perguntou: Carlos Alberto ainda tem mercado entre os grandes? Apenas três clubes se manifestaram a favor. Confira os clubes que acolheriam o jogador e os motivos apresentados por quem não o quer.

Com 'absolvição' de Juca, Ferreira define time do Itabuna


PAPO DE BOLA, SUA FOLHA SEMANAL DE ESPORTES ON-LINE

Da Redação do - http://www.futebolbaiano.net/ - Elton Serra Com informações de Manoel Messias - Rádio Difusora de Itabuna.

A ansiedade de jogadores e comissão técnica do Itabuna terminou na noite desta terça-feira. Em julgamento realizado na sede da Federação Bahiana de Futebol, pelo Tribunal de Justiça Desportiva (TJD) da Bahia, o treinador Ferreira e o atacante Juca ganharam a garantia de participar da partida contra o Bahia, nesta quinta-feira, no Estádio Luiz Viana Filho.
Ferreira foi absolvido pelo TJD pelas supostas agressões verbais ao árbitro Gleidson Santos Oliveira na partida Bahia x Itabuna, pela segunda rodada do quadrangular final. Já o atacante Juca manteve a sua punição de uma partida pela expulsão no mesmo jogo, e como já cumpriu suspensão automática está liberado para atuar contra o Bahia.Aliviado, o treinador Ferreira confirmou a equipe que encara o Tricolor. Com a ausência do zagueiro Emílio, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, o técnico optou pela escalação de Sandro no setor defensivo. Com isto, Diego Aragão retorna ao time como volante, sua posição original."Se o esquema contra o Vitória da Conquista deu certo, não podemos modificá-lo contra o Bahia", confessa Ferreira, que manterá o atacante Jânio na ala direita. "Nosso time necessita da vitória e por isso temos que ser bastante ofensivos", completa.Após o coletivo realizado na tarde desta terça-feira, o Itabuna está definido com Vandré, Rondinelli, Sandro e Edson; Jânio, Diego Aragão, Lei, Leandro Ceará e Wescley; Neto Berola e Juca.

PIMENTA NA MOQUECA DEIXA DE SER BLOG E VIRA SITE

PAPO DE BOLA, SUA FOLHA SEMANAL DE ESPORTES ON-LINE

O BLOG PIMENTA NA MOQUECA LANÇA SEU SITE OFICIAL, O http://www.pimentanamuqueca.com.br/ o que era o blog mais visitado do sul da Bahia agora se torna o site mais procurado, parabéns galera.

Torcida tricolor ovaciona Deborah Secco



PAPO DE BOLA, SUA FOLHA SEMANAL DE ESPORTES ON-LINE


Namorada do meia Roger, atriz foi a grande sensação na apresentação dos


uniformes


Nem Perea, nem Leo, nem William Magrão. Os cerca de 500 gremistas presentes na noite desta terça-feira no Olímpico estavam lá era para ver Deborah Secco na apresentação da nova linha de uniformes do Grêmio, que será utilizada no Campeonato Brasileiro e na Copa Sul-Americana. A atriz, namorada do meia Roger, deu mais um passo na boa relação que mantém com os tricolores. Ao pisar na passarela, vestindo a tradicional camisa 10 tricolor, acenou, mandou beijos, vibrou com o público. E foi simplesmente ovacionada. A galera utilizou para ela a mesma cantoria com a qual incentiva os jogadores durante os jogos.

Na altitude, LDU derrota o Estudiantes


PAPO DE BOLA, SUA FOLHA SEMANAL DE ESPORTES ON-LINE

Em Quito, time equatoriano fica em vantagem por vaga nas quartas-de-final


Único representante da 'altitude' nas oitavas-de-final da Taça Libertadores, a LDU fez valer o mando de campo e está em vantagem na luta por uma vaga entre os oito melhores da competição. Na noite desta quarta-feira, a equipe equatoriana derrotou o Estudiantes (Argentina) por 2 a 0 em Quito, a 2.850m. Os gols da partida foram marcados no segundo tempo. Aos 18 minutos, Guerrón fez excelente jogada pela direita, driblou o marcador e chutou cruzado, marcando belo gol. Aos 32, a LDU ampliou. Após um cruzamento da direita, a bola desviou em Verón e sobrou para Damian Manso, que dominou e mandou de virada para a rede. Com o resultado em casa, a LDU pode perder por até um gol de diferença na Argentina para ficar com a vaga. Uma vitória por dois gols, desde que balance a rede pelo menos uma vez, também serve. As duas equipes voltam a se enfrentar na próxima terça-feira, em La Plata (Argentina).
Quem se classificar, enfrenta o vencedor do confronto entre os argentino River Plate e San Lorenzo.

terça-feira, 29 de abril de 2008

Atlas derruba último invicto da Libertadores

PAPO DE BOLA, SUA FOLHA SEMANAL DE ESPORTES ON-LINE
Equipe mexicana vence Lanús e consegue resultado importante para a classificação

Caiu o último invicto da Libertadores. Jogando em Buenos Aires, o Lanús perdeu por 1 a 0 para o Atlas, do México, e complicou sua situação nas oitavas-de-final da Libertadores. A equipe mexicana, por sua vez, venceu o estigma de ser a equipe com menos vitórias fora de casa e conseguiu levar um resultado importante para o México. Agora, o Atlas precisa somente de um empate no jogo de volta.

GLOBOESPORTE.COM

segunda-feira, 28 de abril de 2008

Vitória dá troco no Bahia e goleia Tricolor no Jóia da Princesa


PAPO DE BOLA, SUA FOLHA SEMANAL DE ESPORTES ON-LINE
Fonte: Portal do Futebol baiano.

Em mais um BaVi emocionante, o Vitória deu o troco no Bahia e renasceu no Campeonato Baiano. Na tarde deste domingo, no Estádio Jóia da Princesa, em Feira de Santana, o Rubro-negro bateu o Tricolor por 3 a 0 e pulou da terceira para a primeira colocação da competição, com sete pontos ganhos - o Vitória supera o rival no número de gols marcados.
Como previsto, a partida começou bastante eletrizante. Logo aos 30 segundos de jogo, os jogadores dois dois times se envolveram em uma discussão generalizada e o atacante Rodrigão, do Vitória, levou cartão amarelo. Com um minuto de jogo, o árbitro anulou gol de Rogério, por impedimento, e no minuto seguinte Rodrigão perdeu um gol cara a cara com o goleiro Darci.Os nervos da partida começaram a se equilibrar e o Bahia tomou a iniciativa ofensiva. Aos 13', Ávine fez grande jogada pelo lado esquerdo e cruzou na cabeça do atacante Cristiano. O goleiro França, de frente para o atacante Tricolor, fez defesa espetacular e mandou para escanteio.O Vitória, sem conseguir penetrar na defesa do Bahia, apostava nas bolas paradas. Ramon tentou o gol por três vezes em cobranças de falta, mas a bola teimava em sair pela linha de fundo. Rodrigão, marcado de perto pelo volante Marcone, não encontrava espaços para chutar à gol.E foi Marcone que tornou-se o 'divisor de águas' do clássico. Aos 30 minutos, o zagueiro Alison perdeu a bola no meio-campo e deixou o atacante Rodrigão de frente para o gol de Darci. Marcone, último homem da defesa, acabou cometendo falta e sendo expulso pelo árbitro Manoel Nunes Lopo Garrido.Com um jogador a mais em campo, o Vitória encontrou os espaços necessários para abrir o marcador no Jóia da Princesa. Aos 45 minutos, Marcos fez boa jogada no meio e tocou para Ramon, que bateu de perna esquerda para vencer o goleiro do Bahia, colocando o Rubro-negro em vantagem no placar.Na segunda etapa, o Bahia tentou recompor o meio-campo com a entrada do volante Emerson Cris, em lugar de Ananias. Sem poder de criação, o Tricolor acabou levando sufoco do Vitória, que mesmo assim insistiu nas jogadas de bola parada, sem sucesso.Bastou mais um vacilo da zaga Tricolor, que até então havia sofrido, no máximo, um gol por partida, para o Vitória ampliar o marcador. Aos 24 minutos, Alison falhou novamente e Marcos se aproveitou para tocar na saída do goleiro Darci.Sem poder de reação a praticamente entregue em campo, o Bahia cedeu espaços para o Vitória e levou o terceiro gol aos 40 minutos. Ricardinho dispara pela direita e chuta, quase sem ângulo, para fazer o terceiro do Vitória, colocando o Rubro-negro na liderança do quadrangular.As duas equipes ainda tiveram dois jogadores expulsos no final da partida. O volante Fausto, do Bahia, e o meia Ricardinho, do Vitória, se envolveram e confusão e levaram cartão vermelho.Na próxima quinta-feira, o quadrangular decisivo do Campeonato Baiano chega ao penúltimo capítulo. Em Itabuna, o Bahia encara o time da casa, enquanto o Vitória da Conquista recebe o Vitória, no Estádio Lomanto Junior. Próximo BaVi, somente em 2009.Bahia 0x3 VitóriaCampeonato Baiano - Fase final - 4ª rodadaData: 27/04/2008 (domingo), às 16hLocal: Estádio Jóia da Princesa, em Feira de SantanaArbitragem: Manoel Nunes Lopo Garrido, auxiliado por Alessandro Álvaro Rocha de Matos e Kleber Moradillo da Silva.

Bahia: Darci, Fábio, Alison, Rogério e Ávine; Marcone, Fausto, Rivaldo e Ananias (Emerson Cris); Didi (Pantico) e Cristiano (Everton). Técnico: Paulo Comelli. Vitória: França, Marco Aurélio, Leonardo Silva, Anderson Martins e Fernando; Renan, André Silva (Willians), Marco Antônio (Bida) e Ramon; Marcos (Ricardinho) e Rodrigão. Técnico: Vagner Mancini.

Obina entra, marca, e Fla bate o Bota


PAPO DE BOLA, SUA FOLHA SEMANAL DE ESPORTES ON-LINE

Em jogo equilibrado, Rubro-Negro leva a melhor e agora tem a vantagem do empate

Em um jogo cheio de emoção para rubro-negros e alvinegros, o Flamengo venceu o Botafogo por 1 a 0 neste domingo, no Maracanã, e largou na frente pelo título do Campeonato Carioca. Obina, em um dos seus primeiros lances em campo, fez o gol e se transformou no herói do dia. As duas equipes voltam a se enfrentar no próximo domingo, dia 4 de maio, e o Fla vai com a vantagem do empate. Caso perca por um gol de diferença, a decisão será nos pênaltis.
A semana será de preparação intensa de treinos para o Botafogo, enquanto o Flamengo viaja para o México, onde, na quarta, enfrenta o América-MEX, pela Libertadores.

Palmeiras vence e fica perto do título


PAPO DE BOLA, SUA FOLHA SEMANAL DE ESPORTES ON-LINE

Verdão, que já tinha a vantagem na final, faz 1 a 0 em Campinas e põe a mão na taça

Se o Palmeiras já tinha a vantagem por ter melhor campanha e o favoritismo por ter um elenco mais qualificado, ficou ainda mais perto do título do Campeonato Paulista de 2008 depois deste domingo. No estádio Moisés Lucarelli, em Campinas, o Verdão venceu a Ponte Preta por 1 a 0 - gol de Kléber - e deu um grande passo para acabar com um jejum de 12 anos sem uma conquista estadual. A decisão será no próximo domingo, num Palestra Itália lotado, e os palmeirenses poderão até mesmo perder por um gol de diferença que serão campeões.

Flu vira e vence Fla nos juniores

PAPO DE BOLA, SUA FOLHA SEMANAL DE ESPORTES ON-LINE
Rubro-Negro abre 2 a 0, mas rival consegue virar o placar na final do sub-20, no Maracanã
O Flamengo tinha a torcida a seu favor na preliminar. Mas paradoxalmente quando o Maracanã começou a receber os torcedores para o jogo de fundo, os meninos rubro-negros vacilaram e o Fluminense conseguiu uma empolgante virada por 3 a 2. A partida foi o primeiro jogo da decisão do Estadual de juniores. No próximo domingo, as equipes voltam a se enfrentar na preliminar e o Tricolor tem a vantagem do empate.Em busca do inédito tetracampeonato da O Fla abriu vantagem no primeiro tempo. Renan, o camisa 10, chutou no ângulo direito. O mesmo Renan ampliou aos 42. Em vacilo da zaga flamenguista, Alan diminuiu no fim da primeira etapa após cobrança de falta lateral.
Virada tricolor
Da mesma forma, aos 4 do segundo tempo, Sandro empatou de cabeça. A torcida do Flamengo só vibrou quando Erick Flores chegou perto de um gol de placa. Ele arrancou do meio-campo, driblou três jogadores, o goleiro do Flu, mas chutou na trave. Mas a insistência do Flamengo em cometer faltas próximas à área foi castigada. João Paulo cobrou falta com perfeição no ângulo direito e calou momentaneamente a torcida do Fla.

domingo, 27 de abril de 2008

Fla-Flu decide o Carioca de juniores

PAPO DE BOLA, SUA FOLHA SEMANAL DE ESPORTES ON-LINE
Clássico entre juniores será a preliminar de Flamengo e Botafogo
FLUMINENSE x FLAMENGO
Estádio: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)Data e Hora : 27/4/2008 - 13h45minÁrbitro: Eduardo Cordeiro Guimarães
FLUMINENSE: Léo; Anderson, Bryan, Arthur e Matheus; Isaías, Augusto, Ferreira e Anderson Gaúcho; Bruno Veiga (Allan) e Dori. Técnico: Edgard Pereira
FLAMENGO: Marcelo Valverde; Davidson, Anderson, Wellinton e Léo Ribeiro; Aírton, Antônio, Erick Flores e Renan Silva; Pedro Beda e Paulo Sérgio. Técnico: Adílio

Itabuna vence Vitória da Conquista e renasce no Baianão




PAPO DE BOLA, SUA FOLHA SEMANAL DE ESPORTES ON-LINE


Jogando um futebol muito mais eficiente e sem o peso da responsabilidade de vencer, o Itabuna supreendeu o Vitória da Conquista e venceu o Alviverde por 3 a 2, na tarde deste sábado, no Estádio Luiz Viana Filho, e complicou a situação do time do Sudoeste na briga pelo título do Campeonato Baiano. De quebra, renovou as esperanças de lutar por uma vaga na Copa do Brasil e manteve chances remotas de levantar o caneco.
Jogando diante de sua torcida, o Itabuna queria provar que não havia "desistido" do campeonato, apesar de não ter somado nenhum ponto nas três primeiras partidas. E foi o combustível que vinha das arquibancadas que levou o Dragão do Sul a fazer um bom primeiro tempo diante do Vitória da Conquista. O atacante Neto Berola, que ganhou posição de titular um dia antes da partida, teve duas boas oportunidades de abrir o marcador ainda nos 15 primeiros minutos, mas a defesa do Alviverde garantiu o resultado.No entanto, o futebol apático do Vitória da Conquista na primeira etapa resultou numa pressão do ataque do time da casa. Pressão esta que surtiu efeito aos 20 minutos, quando o zagueiro Sílvio se descuidou na marcação e acabou colocando a mão na bola. Penalidade marcada por Rodrigo Martins Cintra e bem cobrada por Lei, aos 23 minutos, abrindo o marcador para o Itabuna no Luiz Viana Filho.O gol do Itabuna fez o Vitória da Conquista acordar na partida. O Alviverde passou a jogar com mais objetividade e tomou conta do jogo nos 15 minutos finais do primeiro tempo. Mas, só no terceiro minuto dos acréscimos, quando Éder Caetité recebeu passe de Carlinhos e chutou de fora da área, marcando um golaço no Itabunão, o time pôde respirar.O que parecia ser o ponto de partida para uma reação do time do Sudoeste na segunda etapa, parece ter sido um tiro de misericórdia nas pretensões do time treinado por Elias Borges. O Itabuna, na base da raça, voltou novamente a dominar a partida e chegou ao segundo gol, através de Juca. Aos 13, o atacante pegou sobra de bola na entrada da área e bateu forte para vencer o goleiro do Vitória da Conquista, para delírio dos torcedores presentes ao Luiz Viana Filho.Desesperado e nervoso, o Vitória da Conquista se atirou ao ataque e levou o terceiro. Aos 38', Juca invadiu a área e, na saída do goleiro Rodrigues, tocou com categoria, de cobertura, para ampliar o marcador para o Itabuna. O Alviverde ainda conseguiu diminuir o marcador dois minutos depois, através do atacante Chulapa, que cabeceou bola cruzada por Buiú, mas não conseguiu chegar ao empate.O resultado deixa o Vitória da Conquista com os mesmos cinco pontos, na vice-liderança. O Itabuna chegou aos três pontos, mas permanece na quarta colocação. Na próxima quinta-feira, o Alviverde recebe o Vitória, enquanto o Itabuna joga mais uma em casa, contra o Bahia; Itabuna 3x2 Vitória da Conquista Campeonato Baiano- 2ª fase - 3º rodada Data: 26/04/2008 (sábado), às 19h Local: estádio Luiz Viana Filho, em Itabuna(Ba)

Arbitragem: Rodrigo Martins Cintra, auxiliado por Luis Carlos Silva e José Carlos Oliveira dos Santos

Itabuna: Vandré, Rondinelli, Edson e Emilio; Jânio, Sandro, Lei, Leandro Ceará (Paulo Henrique) e Wescley (Elisandro); Neto Berola (Diego Aragão) e Juca. Técnico: Ferreira.

Vitória da Conquista: Rodrigues, Rafael, Sílvio (Chulapa), Artur e Carlinhos (Buiú); Eder, Edmar, Kleber e Narcísio (Márcio Choquito); Eder Caetité e Tatu. Técnico: Elias Borges
Fonte: Portal do Futebol baiano