Postagens mais visitadas

sábado, 12 de abril de 2008

Flu vence nos pênaltis e está na final



PAPO DE BOLA, SUA FOLHA SEMANAL DE ESPORTES ON-LINE


Jovem Pablo perde o último pênalti e deixa o gramado chorando. Flu vai decidir a Taça Rio

Em uma semifinal emocionante, o Fluminense se classificou para a final da Taça Rio ao vencer o Vasco nos pênaltis, neste sábado, no Maracanã. No tempo normal, empate de 1 a 1. Jean abriu o placar e o zagueiro Thiago Silva empatou. Agora, o Tricolor espera o vencedor de Botafogo e Flamengo, neste domingo, para conhecer o adversário na decisão.
O garoto Pablo, de 19 anos, que estreava nos profissionais do Vasco, foi o vilão da partida ao perder o último pênalti cruzmaltino.
Edmundo, que seria um dos cobradores, foi substituído pelo técnico Antônio Lopes aos 41 minutos do segundo tempo. Foi a quarta eliminação vascaína nos pênaltis desde 2005 no Campeonato Carioca. A segunda para o Fluminense.

Antes da partida, o trio de arbitragem chamou todos os jogadores no meio de campo em uma cena curiosa. Gutemberg de Paula Fonseca avisou que não iria tolerar comemorações de gol provocativas à torcida adversária. A partida começou atrasada porque o Fluminense só entrou em campo às 18h31m. Logo no primeiro minuto o Fluminense deu o cartão de visita. Conca passou por Jonilson em um drible de corpo e foi até a linha de fundo pela esquerda. O meia cruzou e Jorge Luiz cortou antes da conclusão de Washington, que estava pronto para marcar o gol. Aos seis minutos, um lance incrível. Cícero recebeu livre pelo meio e arrancou. O meia chutou da entrada da área e Tiago defendeu. Na sobra, Conca completou de primeira. O goleiro, ainda no chão, conseguiu espalmar e evitar o gol. Milagre do camisa 1 vascaíno no Maracanã (assista ao vídeo acima).
O Fluminense levava muito perigo com Junior Cesar pela esquerda. Por duas vezes, ele levou a melhor em cima de Wagner Diniz. Mas a defesa vascaína conseguiu cortar o cruzamento antes da conclusão tricolor. Pouco depois, Washington caiu na área e reclamou muito com o árbitro alegando que foi puxado. O atacante recebeu o cartão amarelo.
O Vasco só foi assustar aos 13 minutos com Leandro Bomfim. Ele fez uma grande jogada e chutou da entrada da área. Mas a bola desfiou na zaga e foi para escanteio. Em seguida, Morais cruzou pela direita e Pablo apareceu livre na segunda trave para concluir de primeira. Mas a bola subiu muito e foi por cima do travessão.
O jogo era disputado com muita velocidade. Cícero jogava como segundo volante e Conca e Thiago Neves tinham mais liberdade e ficavam mais próximos do ataque. O Fluminense dominava a partida. Thiago Neves colocou a bola entre as pernas de Eduardo e sofreu falta. O vascaíno recebeu amarelo. Na cobrança, Washington cabeceou com muito perigo para fora. Mais um susto para a torcida cruzmaltina.


O Vasco tentava responder com a dupla Morais e Wagner Diniz pela direita. Mas apesar das tabelas serem bem feitas, os cruzamentos não encontravam os atacantes. Aos 31 minutos, Alan Kardec recebeu passe de Edmundo, entrou na área e, mesmo marcado por Thiago Silva, chutou rasteiro para fora. Quatro minutos depois, o Fluminense respondeu. Thiago Neves chutou da entrada da área e a bola foi para fora com muito perigo para o goleiro vascaíno. E o primeiro tempo terminou 0 a 0 apesar das várias chances para as duas equipes.

II TROFÉU JUCA ALFAIATE Iº DE MASTERS


PAPO DE BOLA, SUA FOLHA SEMANAL DE ESPORTES ON-LINE

PAPO DE BOLA, SUA FOLHA SEMANAL DE ESPORTES ON-LINE

O clássico entre Fluminense e Vasco, semifinal da Taça Rio, neste sábado, pode significar o começo da conquista de um título que os tricolores não vencem há três anos e os vascaíno há cinco. E os torcedores das duas equipes podem voltar no tempo para pegar, em vitórias marcantes sobre o rival, esperanças para este confronto.
Para o Fluminense, decidir contra o Vasco não é algo novo. Em Campeonatos Cariocas, o Tricolor já venceu a finalíssima contra a equipe de São Januário por duas vezes: em 1976 e 1980, sempre parando Roberto Dinamite. Em 76, o time capitaneado por Carlos Alberto Torres e Rivelino bateu o Vasco por 1 a 0, gol do argentino Doval. Em 80, o Flusão faturou outro Estadual ao vencer o Gigante da Colina pelo mesmo placar, gol de Edinho.
Apesar dos títulos sobre o Vasco, a supremacia tricolor sobre os demais clubes no Rio de Janeiro ficou evidenciada como nunca no tricampeonato 83/84/85. Em 1983, o Fluminense levou o caneco após triangular decisivo com Bangu e Flamengo. Em 84, novo triangular decisivo com Flamengo e Vasco e o bicampeonato tricolor com o Casal 20, Washington e Assis. O tricampeonato tricolor veio em 1985 com mais um triangular decidindo o Estadual: Fluminense, Bangu e Flamengo se enfrentaram a as Laranjeiras recebeu de braços abertos o 27º título carioca de sua história.
Já na memória do torcedor vascaíno, está a equipe comandada pelo novamente técnico do clube Antônio Lopes: o Vasco de 2003. Aquele time conquistou o Estadual daquele ano vencendo apenas dois dos cinco clássicos que disputou naquela competição: justamente os dois jogos finais da competição contra a equipe tricolor, disputados no Maracanã, ambos por 2 a 1.
Na partida de ida, que aconteceu em uma quarta-feira chuvosa (19 de março), o Vasco venceu com gols de Marcelinho Carioca (olímpico para a arbitragem, mas a bola desviou no lateral-esquerdo tricolor Jadílson antes de entrar) e Souza (hoje no arqui-rival Flamengo) - Alex Oliveira descontou.
No domingo seguinte, diante de um público de 77.590 pessoas, o time do Vasco, que contava, além os já citados, com Petkovic (que não disputou as finais), o atacante Marques e o goleiro Fábio, repetiu a dose, com gols de Léo Lima e Souza - Ademílson fez o gol do Fluminense.

Exclusivo! Família abre o baú do artilheiro



PAPO DE BOLA, SUA FOLHA SEMANAL DE ESPORTES ON-LINE Pais de Wellington Paulista lembram o passado para motivar o filho para a semi contra o Fla


Artilheiro do Campeonato Carioca com 13 gols e maior xodó da torcida botafoguense na atualidade, Wellington Paulista sempre faz questão de relacionar seu sucesso com a camisa alvinegra com o apoio que recebe dos pais Válter e Alexandrina Nascimento. Apoio esse que se repete com ares de nostalgia às vésperas da partida decisiva contra o Flamengo, no próximo domingo, às 18h10m, no Maracanã, através de vídeos e fotos cedidas pelos pais do atacante com exclusividade ao GLOBOESPORTE.COM.
- Tenho todos os passos do Ton no futebol arquivados, na minha casa tenho uma galeria com fotos e troféus, e ele nem sabe que vai sair esta matéria. Deixei para ser surpresa. Ele vai ser emocionar e ficar ainda mais motivado para o jogo de domingo - declara Sr. Válter, ansioso para saber a reação do filho.


No material, que inclui desde fotos escolares até as bagunças na concentração do Juventus da Mooca, bairro de origem de Wellington Paulista, uma foto trás recordações especiais a pai e filho.- O Ton sempre andou comigo pra cima e pra baixo atrás de bola. Gostaria que vocês mostrassem uma foto onde eu, na época jogador, estou ao lado de um troféu enorme e ele segura uma bola todo orgulhoso - pede o pai, que assistia vídeos da carreira do 'Wellingol' para matar a saudade no período em que o filho jogava no Alavés, da Espanha.Certo de que as lembranças da infância irão animar ainda mais o artilheiro alvinegro, Sr. Válter faz uma previsão para a partida de domingo, mas faz questão de dar um aviso.- Vai ser 2 a 0 para o Botafogo com dois gols do Ton. Mas eu já eliminei essa história de provocação ou revanche. Tem que respeitar todo mundo. Campeão não se envolve em briga, faz gols.







Com alterações, Tricolor pega o Itabuna


PAPO DE BOLA, SUA FOLHA SEMANAL DE ESPORTES ON-LINE Time busca primeiro gol na fase final para seguir na briga pelo título do Baiano

Depois de empatar em 0 a 0 com o Vitória da Conquista na primeira rodada do quadrangular final do Campeonato Baiano, o Bahia recebe o Itabuna, no estádio Armando Oliveira, neste domingo, às 16h (horário de Brasília), disposto a mostrar a força do seu ataque. Não da maneira que fez o atacante Reinaldo Aleluia, que foi o destaque da semana no clube ao se envolver em confusão e agrediu um torcedor que reclamava do setor ofensivo tricolor. Para a partida deste domingo, Charles e Didi disputam a vaga no time ao lado de Cristiano.

Comelli deve mudar o time
Outra alteração que o técnico Paulo Comelli pode promover na equipe é a entrada de Ayrton na lateral direita. O titular Fábio não vem agradandando e Luciano Baiano, que treinou normalmente nesta sexta-feira, ainda se recupera de contusão. A saída de Rivaldo para a entrada de Ananias, no meio-de-campo, também foi treinada por Comelli.
Itabuna aposta em recuperados
No Itabuna, que se classificou para a fase final na quarta colocação, o time tenta, contra o campeão do turno, mostrar que tem chances de brigar pelo título. Com a derrota para para o Vitória na primeira rodada da fase decisiva, o técnico Ferreira também deve promover mudanças no time que entra em campo neste domingo, em Camaçari.
Recuperado de cotratura muscular na coxa direita o meia Leandro Ceará está à disposição da comissão técnica e volta ao time contra o Tricolor. Além de Ceará, o atacante Marcio Costa, mais novo reforço do time, mas que se apresentou também contundido, não sente mais dores e está pronto para estrear.

Vasco e Flu jogam pela sobrevivência


PAPO DE BOLA, SUA FOLHA SEMANAL DE ESPORTES ON-LINE
Washington entra em campo sem estar totalmente rec uperado; Pablo estréia na Colina

A rivalidade entre Fluminense e Vasco cresceu nos últimos meses por causa de Leandro Amaral. O atacante, pivô de uma crise entre os clubes, não estará no gramado pela semifinal da Taça Rio. Mas a disputa pelo artilheiro serviu para criar uma antipatia entre as partes. Neste sábado, às 18h30m, no Maracanã, a briga vai sair da vara jurídica e vai entrar em campo.
Uma vitória não significa apenas seguir vivo no Campeonato Carioca e garantir a vaga na decisão contra Botafogo ou Flamengo. Mas também ter o prazer de ver o rival dos tribunais eliminado da competição.O Vasco aumentou o "bicho" pela vitória no clássico. Pelo Fluminense, Leandro Amaral pode aparecer novamente no Maracanã no camarote do patrocinador tricolor para apoiar o time, como fez no encontro da Taça Rio. O duelo foi vencido pelo Fluminense por 2 a 1. Aliás, o Vasco luta para quebrar uma incômoda estatística. O time não venceu clássicos ainda na competição. Foram três derrotas e um empate com o time reserva do Flamengo.
- Chegou o momento de vencer um clássico. É uma hora de decisão. A vitória virá em um bom momento - disse Antônio Lopes, que em 2003 levou a melhor sobre Renato Gaúcho na decisão do Campeonato Carioca entre Vasco e Fluminense. - Não é porque tenho mais estrada que vou levar vantagem. Do outro lado, o Fluminense tem um bom treinador, que fez um bom trabalho no Vasco e agora está repetindo no Fluminense. Experiência sempre ajuda, mas o treinador precisa evoluir sempre, não pode se estagnar - completou.

terça-feira, 8 de abril de 2008

As chances de classificação dos brasileiros


PAPO DE BOLA, SUA FOLHA SEMANAL DE ESPORTES ON-LINE

Cruzeiro e Fluminense já estão classificados para as oitavas-de-final da Taça Libertadores. Nesta semana, Flamengo, Santos e São Paulo também podem conseguir, com uma rodada de antecipação, suas vagas no mata-mata.
A situação mais confortável é a do Tricolor paulista, que precisa de um empate no Chile com o Audax Italiano. O Flamengo precisa ganhar do Cienciano na altitude de Cuzco, e o Santos pode até empatar com o Chivas Guadalajara, dependendo do resultado da outra partida da rodada.
Até o fim da primeira fase, outra disputa para os brasileiros será conseguir a melhor campanha entre os líderes de chave, o que dá a vantagem de jogar em casa a segunda partida no mata-mata. Nas oitavas-de-final, os líderes dos oito grupos enfrentam os times que ficarem em segundo lugar.
O primeiro colocado que tiver feito a melhor campanha em todo o torneio enfrenta o segundo colocado com a pior campanha; o líder com a segunda melhor campanha pega o vice-líder com a segunda pior campanha, e assim por diante.

3 ANOS DE PAPO DE BOLA


DIA 20 DE ABRIL O PAPO DE BOLA, SUA FOLHA SEMANAL DE ESPORTES, COM DISTRIBUIÇÃO GRATUITA FARÁ TRÊS ANOS, E HOMENAGEARÁ O DINOSSAUROS DO NOSSO GLORIOSO FUTEBOL DO PASSADO: OS HEXA CAMPEÕES BAIANO E GRANDES NOMES DO ESPORTE AMADOR DO PASSADO: ANIMAÇÃO: CALZUZA, OS INTERNACIONAIS E SHOW COM PAULINHO CORREIA. TELÃO PARA TRANSMISSÃO DA FINAL DA TAÇA RIO E DO JOGO DO ITABUNA ESPORTE CLUBE, SE FOR AO VIVO.

CAMISAS R$ 20,00 CONSUMO INCLUSO, COM TIRA GOSTO VARIADO .
INFORMAÇÕES: 73 8805 3598

Tricolor chega e já treina na Argentina


PAPO DE BOLA, SUA FOLHA SEMANAL DE ESPORTES ON-LINEO
O Fluminense já está na Argentina, onde enfrentará o Arsenal, nesta quarta-feira, pela Libertadores. A delegação tricolor chegou a Buenos Aires no horário previsto, por volta das 14h30m desta segunda-feira. Os jogadores fazem um treino de reconhecimento do gramado no Estádio Julio Grondona, do Arsenal, em Sarandí, nesta noite. Os atletas que jogaram contra o Madureira participam apenas de um trabalho regenerativo. Os titulares, por sua vez, de um treino físico.
Bruxa solta: Cícero pode desfalcar o Flu
Como se não bastassem as lesões de Washington, Dodô e Somália, e a briga judicial que impede Leandro Amaral de jogar pelo Fluminense, o técnico Renato Gaúcho poderá não contar com Cícero na partida desta quarta, contra o Arsenal, na Argentina. O jogador sentiu uma fisgada na coxa esquerda e está sendo observado pelo médico Douglas Santos. Caso não esteja 100% fisicamente, Cícero deverá ser poupado para que não venha a ser mais um a desfalcar o time no sábado, contra o Vasco, pela semifinal da Taça Rio. O técnico Renato Gaúcho, porém, manteve a tranqüilidade ao falar do assunto:

- Tudo bem, o que posso fazer?! Futebol é assim mesmo. Temos um grupo forte e vamos nos concentrar nas partidas em vez de pensar nos problemas - disse o técnico, na Argentina, em entrevista à Rádio Globo.

Joel tem dúvida do meio-de-campo


PAPO DE BOLA, SUA FOLHA SEMANAL DE ESPORTES ON-LINEO

técnico Joel Santana revelou no embarque da delegação rubro-negra para o Peru, nesta segunda-feira, estar com apenas uma dúvida para escalar o Flamengo para a partida de quarta-feira, contra o Cienciano, em Cuzco, pela Copa Libertadores. A vaga em aberto está no meio-de-campo. O treinador revelou que três jogadores estão na briga por uma posição no setor.

- Estou em dúvida entre Kleberson, Jaílton ou Marcinho. É esperar como eles vêm, para poder botar nossos soldados - afirma.

Os três jogadores têm características diferentes. Jaílton atua mais defensivamente, enquanto Marcinho, artilheiro da equipe na temporada com oito gols, joga mais ofensivamente. Kleberson seria o meio termo entre os dois. Independentemente de qual seja a escolha do treinador, Joel garante que a equipe vai em busca da vitória no Peru e da classificação para a próxima fase.

- Quem trabalha no Flamengo, não pensa em empate. Quem pensa em empate, entra para perder. Representamos um time, uma nação e não temos de temer nada. É jogar como manda o figurino.

segunda-feira, 7 de abril de 2008

20 DE ABRIL, TRÊS ANOS DE PAPO DE BOLA

PAPO DE BOLA, SUA FOLHA SEMANAL DE ESPORTES ON-LINE
PRESENÇAS CONFIRMADAS DE LÉO BRIGLIA, SANTINHO, TOMBINHO, ITAJAY, XICÃO, E MUITOS MITOS DO NOSSO GLORIOSO FUTEBOL DO PASSADO.

Bota x Fla e Flu x Vasco nas semifinais


PAPO DE BOLA, SUA FOLHA SEMANAL DE ESPORTES ON-LINE
Nada de repeteco do Campeonato Carioca. Os resultados deste domingo deram novas cores às semifinais da Taça Rio: Fluminense e Vasco fazem a primeira partida no próximo sábado, às 18h10m, enquanto Botafogo e Flamengo se enfrentam no domingo, às 16h. Ambos os jogos serão no Maracanã, e os vencedores decidem o título do segundo turno no dia 20 de abril. Campeão da Taça Guanabara, em uma tumultuada decisão contra o Botafogo, o Flamengo já tem um lugar garantido na final do estadual, mas pode antecipar a festa se conquistar também o returno.

Derrotado pelo Boavista no sábado, o Botafogo já havia garantido a primeira colocação do Grupo B com uma rodada de antecedência, assim como os 21 pontos feitos na Taça Rio deram ao Alvinegro a melhor campanha e o direito de jogar a sua partida semifinal no domingo. O Vasco, com 15, ficou em segundo na chave.

A definição no Grupo A aconteceu apenas neste domingo, no encerramento da oitava rodada. O Fluminense ficou com o primeiro lugar ao golear o Madureira por 4 a 0, chegando aos 19 pontos, dois a mais que o Flamengo, que empatou em 2 a 2 com o Vasco no clássico realizado no Maracanã. O Tricolor, inclusive, já tem um problema para o sábado, pois o atacante Washington deixou o campo com uma entorse no tornozelo esquerdo.

Verdão x Tricolor: dois jogos no Morumbi


PAPO DE BOLA, SUA FOLHA SEMANAL DE ESPORTES ON-LINE
A Federação Paulista de Futebol definiu nesta segunda-feira, em reunião do seu Conselho Arbitral, as datas e locais das semifinais do Paulistão. Ponte Preta, São Paulo e Guaratinguetá jogarão em seus estádios. O único dos semifinalistas que terá de jogar a sua partida longe dos seus domínios é o Palmeiras. O segundo jogo do Verdão contra o Tricolor, a princípio, está marcado também para o Morumbi, a casa são-paulina.

Com o Palestra Itália vetado pela Polícia Militar, a FPF pediu à PM que, num prazo de 48 horas, indique algum outro estádio que possa ter condição de receber o jogo. O Palmeiras ainda quer levar a partida decisiva para o interior: São José do Rio Preto ou Ribeirão Preto.

- Já tenho informações extra-oficiais de que a Polícia Militar e o Ministério Público preferem o Morumbi. Isso é muito simples, porque também prefiro. Temos de pensar no conforto do torcedores. Estamos abrindo a possibilidade de um outro estádio, mas a prioridade é o Morumbi. O Palestra não tem a menor condição de receber um clássico desse porte - avisa o presidente da FPF, Marco Polo Del Nero.

As semifinais começam neste sábado, com Ponte Preta e Guaratinguetá se enfrentando às 18h10m no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas. O jogo de volta será no outro sábado, no Professor Dario Rodrigues Leite (Ninho da Garça), em Guará. No domingo, São Paulo x Palmeiras, às 16h, no Morumbi.

Tricolor empata sem gols no interior

PAPO DE BOLA, SUA FOLHA SEMANAL DE ESPORTES ON-LINE
As duas equipes que fizeram as melhores campanhas do Campeonato Baiano terminaram com empate sem gols, na tarde deste domingo, no Estádio Lomanto Júnior. Na estréia do quadrangular final, não deu Bahia, nem Vitória da Conquista, que jogou em casa, contando com o apoio da torcida.

Como o Vitória venceu o Itabuna por 1 a 0 fora de casa, o Tricolor está na segunda colocação, ao lado do próprio Vitória da Conquista, com um ponto. Na próxima rodada, o Bahia encara o Itabuna em casa. Já o Vitória da Conquista vai visitar o Vitória, em Salvador.

O Tricolor ficou com a vantagem pelo empate fora de casa. Poucas jogadas deixaram os torcedores apreensivos. Os times começaram bastante retraídos e a pressão provocou a ocorrência de nove cartões amarelos (cinco para o Tricolor e quatro para o Bode).

Vitória larga na frente no quadrangular



PAPO DE BOLA, SUA FOLHA SEMANAL DE ESPORTES ON-LINEO
Vitória foi o único time a vencer na primeira rodada do quadrangular do Campeonato Baiano. Neste domingo, o Rubro-Negro foi até Itabuna e venceu o time da casa por 1 a 0, gol do atacante Rodrigão, o quinto dele em quatro jogos.

Com o resultado, o time do técnico Vágner Mancini soma três pontos. Na segunda colocação aparecem Bahia e Vitória da Conquista, que empataram em 0 a 0 também neste domingo, em Vitória da Conquista.

Na segunda rodada, o Rubro-Negro recebe o Vitória da Conquista no Barradão. O Itabuna, por sua vez, tentará a recuperação em cima do Bahia fora de casa.