Postagens mais visitadas

quinta-feira, 22 de maio de 2008

Gol aos 46 do segundo tempo classifica o Flu para semifinal

PAPO DE BOLA, SUA FOLHA SEMANAL DE ESPORTES ON-LINE
Washington marca de cabeça nos acréscimos e elimina o São Paulo da Libertadores
O Fluminense segue fazendo história nesta edição da Taça Libertadores . O Tricolor carioca assegurou pela primeira vez sua participação em uma semifinal da competição ao bater o tricampeão São Paulo nesta quarta-feira, no Maracanã, por 3 a 1. O time paulista havia vencido o jogo de ida, no Morumbi, por 1 a 0. O Flu aguarda agora seu adversário, que será definido nesta quinta-feira. Tudo vai depender de uma combinação de resultados, porque dois clubes do mesmo país obrigatoriamente se enfrentam na semifinal. Portanto, se o Santos se classificar, terá pela frente o Tricolor. Caso o San Lorenzo vença a LDU, no outro confronto das quartas-de-final, o time argentino pegará o perigoso Boca Juniors, em um clássico argentino. Se o América do México e a LDU se classificarem, o Flu jogará contra o Boca Juniors. Se América e San Lorenzo passarem, o adversário dos cariocas será a equipe mexicana - os únicos fora das possibilidades de cruzamento com o clube das Laranjeiras são LDU e San Lorenzo. Flu arrasador O Fluminense começou o jogo cheio de vontade e não deu a menor chance para o Tricolor Paulista nos primeiros minutos do duelo. Logo aos 8 minutos, Conca deu passe com açúcar para Cícero, que invadiu a área e bateu cruzado. Rogério Ceni salvou o São Paulo. A pressão seguiu muito forte. Só dava Fluminense no jogo e, a aos 12 minutos, a equipe das Laranjeiras foi recompensada pelo show de investidas. Júnior César levantou a bola na área, e Cícero escorou levemente de cabeça. A redondinha sobrou para Washington, que mostrou reflexo para desviar a bola para a rede e abriu o placar. Depois do susto, o São Paulo intensificou o trabalho de meio-campo, na tentativa de anular as jogadas criadas por Conca. Entretanto, quando atacava, a equipe de Muricy Ramalho era obrigada a ouvir um "apitaço". Havia 50 mil apitos na torcida do Flu para fazer muito barulho no ouvido dos jogadores são-paulinos a cada tentativa. Aos 18 minutos, o Tricolor Paulista perdeu uma ótima oportunidade de empatar o jogo. Hernanes cobrou falta da entrada da área, mandou uma verdadeira bomba, mas a bola saiu à direita do gol de Fernando Henrique. A partida, então, se equilibrou. O Fluminense, que não deu chance para o São Paulo respirar no início do duelo, reduziu a velocidade, mas nem assim ficou menos perigoso. Aos 37 minutos, faltou muito pouco para o time carioca ampliar a vantagem no placar. Conca desceu pelo meio, percebeu que Rogério Ceni estava adiantado e bateu para o gol. A bola, caprichosa, bateu na travessão, e, no rebote, Thiago Neves desperdiçou de cabeça, mesmo sem goleiro. Sufoco na etapa final No primeiro minuto da etapa complementar, Adriano tentou o empate. Com um chute de fora da área, o Imperador obrigou o goleiro Fernando Henrique a se esticar para alcançar a bola. Aos 6 minutos, Conca deu a resposta. O argentino aproveitou uma brecha de defesa são-paulina e chutou para o gol. A bola, para alívio de Rogério Ceni, foi para fora.
Aos 13, foi a vez de o São Paulo atormentar a zaga. Aloísio tabelou com Adriano, que recebeu a bola e bateu forte para o gol. Fernando Henrique espalmou. No lance seguinte, Aloísio sofreu falta na entrada da área. Na cobrança, Rogério Ceni, que ainda não marcou gol de falta este ano, mandou para fora. Aos 19, Aloísio incomodou novamente a defesa adversária. Após uma 'trombada' com Adriano na entrada da área do Flu, Chulapa ficou com a bola e bateu cruzado. A bola saiu lentamente, à esquerda do gol. Aloísio deu outra alma ao ataque do São Paulo, e a opção de Muricy para o segundo tempo ajudou o time a conquistar o empate. Na marca dos 25 minutos, Chulapa avançou pela esquerda, entortou Ygor e cruzou para Adriano finalizar para o gol. Mas o Fluminense deu o troco no minuto seguinte, com Dodô. Conca lançou a bola na área, e a zaga do São Paulo cochilou. O atacante pegou a bola de primeira e mandou por entre as pernas de Rogério Ceni: 2 a 1 Fluminense, resultado que ainda daria a classificação ao Tricolor Paulista. O jogo ficou dramático. O São Paulo, satisfeito com o placar, se preocupava em segurar a bola. Do outro lado, o Fluminense se desesperava. Aos 42 minutos, Thiago Neves arriscou um chute, mas Rogério Ceni não decepcionou desta vez. Aos 46 do segundo tempo, entretanto, Washington apareceu para decidir a partida. Thiago Neves cobrou escanteio, e o atacante subiu mais alto que a zaga são-paulina. Vitória do Fluminense que, assim, conseguiu se classificar pela primeira vez para as semifinais da competição sul-americana.

Palermo faz três e leva o Boca à semifinal

PAPO DE BOLA, SUA FOLHA SEMANAL DE ESPORTES ON-LINE

Com bela atuação do atacante e de Riquelme, time argentino mostra sua força e segue na briga pelo bicampeonato

Atual campeão da Libertadores, o Boca Juniors segue na luta pelo quinto título do torneio nos últimos nove anos. O time argentino chegou ao México em desvantagem após empatar em casa (2 a 2), mas mostrou sua força no estádio Jalisco, em Guadalajara. Com três gols de Palermo na etapa inicial e uma bela exibição de Riquelme (participação em todos os gols), o Boca derrotou o Atlas por 3 a 0 e se classificou para a semifinal do torneio (assista aos gols da partida). O time argentino aguarda agora seu adversário na disputa por um lugar na decisão da Libertadores-2008. Se o San Lorenzo eliminar a LDU no Equador, nesta quinta-feira (empate de 1 a 1 no jogo de ida), haverá um confronto argentino na semifinal. Caso San Lorenzo e Santos não se classifiquem, o Boca vai enfrentar o Fluminense.

Sport conquista boa vantagem sobre o Vasco na Ilha do Retiro

PAPO DE BOLA, SUA FOLHA SEMANAL DE ESPORTES ON-LINE
Com os gols de Durval e Daniel Paulista, time pernambucano ganha a primeira e fica perto da vaga O Sport deu um grande passo para se classificar para a final da Copa do Brasil. Aproveitando as falhas da defesa do Vasco, o time pernambucano venceu por 2 a 0 nesta quarta-feira, na Ilha do Retiro, em Recife. Apático, o time carioca não conseguiu ameaçar o gol de Magrão, que não fez uma única defesa durante os 90 minutos. E pela primeira vez em 2008 terminou uma partida da Copa do Brasil sem fazer um gol. A partida de volta será na próxima quarta-feira, em São Januário, no Rio de Janeiro. O Vasco precisa ganhar por três gols de diferença para se classificar. Vitória de 2 a 0 leva a decisão da vaga para os pênaltis. Empate, derrota por um gol ou até por dois gols caso balance a rede cruzmaltina garante a classificação do Sport para a final. Na outra semifinal, Corinthians e Botafogo se enfrentam.

terça-feira, 20 de maio de 2008

Gol no fim dá vitória ao Botafogo contra o Corinthians: 2 a 1

PAPO DE BOLA, SUA FOLHA SEMANAL DE ESPORTES ON-LINE
Cariocas jogam por um empate na próxima quarta-feira para ir à final da Copa do Brasil
De virada, o Botafogo saiu na frente na disputa por uma vaga na decisão da Copa do Brasil. Mesmo sem empolgar a torcida presente no Engenhão, o Alvinegro carioca bateu o Corinthians por 2 a 1, na noite desta terça-feira, e agora joga por um empate, no segundo jogo, em São Paulo, para chegar à decisão. Uma vitória por 1 a 0 classifica o Timão devido ao gol marcado como visitante. O vencedor do confronto disputa a taça contra Sport ou Vasco.

As equipes voltam a jogar na próxima quarta-feira, às 21h50m, no Morumbi. Antes, o Corinthians enfrenta o ABC-RN, sábado, às 16h, em Natal, pela Série B. O Botafogo faz o clássico contra o Vasco, domingo, às 18h10m, novamente no Engenhão, pelo Campeonato Brasileiro.

segunda-feira, 19 de maio de 2008

PAPO DE BOLA, SUA FOLHA SEMANAL DE ESPORTES ON-LINE
A previsão de casa cheia para o jogo decisivo entre Fluminense e São Paulo na próxima quarta-feira, no Maracanã, já está mais do que confirmada. Se até o sábado, a torcida do time carioca já tinha comprado mais de 50 mil ingressos, nesta segunda a carga inicial de 69.630 entradas se esgotou. Diante da grande procura, a diretoria do tricolor carioca disponibilizou mais 8 mil cadeiras de campo para a sua torcida assistir ao jogo que vale vaga na semifinal da Taça Libertadores. Restam 7 mil ingressos, que serão oferecidos nesta terça e quarta-feira, das 11h às 17h, ou até que a nova carga se esgote. A previsão é de que mais de 80 mil torcedores assistam ao jogo. Os ingressos estarão à venda somente na bilheteria 8 do Maracanã, das 11h às 17h. Idosos, deficientes físicos e menores de 12 anos têm gratuidade nas cadeiras inferiores. Estudantes que apresentarem carteira da instituição de ensino e identidade pagam meia-entrada.

Confira o preço dos ingressos:

Cadeira Especial: R$ 150,00

Arquibancada Branca: R$ 50,00

Arquibancada Verde / Amarela: R$ 40,00

Cadeira Inferior: R$ 30,00

domingo, 18 de maio de 2008

Milan não libera Kaká para defender a seleção nas Olimpíadas

PAPO DE BOLA, SUA FOLHA SEMANAL DE ESPORTES ON-LINE
Dirigentes, no entanto, afirmam que não vêem problemas em ceder o atacante Alexandre Pato e o zagueiro Digão para os Jogos
Em comunicado oficial, o dirigente do Milan, Adriano Galliani, enviou um comunicado neste domingo afirmando que o clube não vai liberar Kaká, eleito o melhor do mundo na última temporada, para defender a seleção brasileira nos Jogos Olímpicos de Pequim. Ele disse que não considera justo o clube ficar sem um dos seus principais jogadores. - O Milan não concederá nunca o sinal verde a um jogador que tem mais de 23 anos e já faz parte da seleção principal, a absoluta. O clube não considera justo que Kaká seja incluído também nos jogos oficiais da seleção olímpica do Brasil - diz no comunicado. Galliani, no entanto, afirmou que os milaneses não vêem problemas em liberar os jovens Alexandre Pato e Digão, zagueiro irmão de Kaká. - O Milan confirma que dará o sinal verde aos jogadores sub-23 Alexandre Pato e Digão, que fazem parte da lista prévia de convocados - afirma.