domingo, 6 de junho de 2010

DIRETO DO PORTAL DO FUTEBOL BAIANO

PAPO DE BOLA, SUA FOLHA SEMANAL DE ESPORTES ON-LINE
Juazeiro é campeão da segunda divisão do Baianão


06/06/2010 - 18h03
Da Redação - Marcos Valença do portaldofutebolbaiano.com
Como havia vencido a partida de ida por 2 a 0, o Juazeiro entrou mais tranqüilo e mesmo com o empate em 2 a 2 com o Serrano, neste domingo, o Juá se tornou campeão baiano da segunda divisão. Mesmo com a derrota o time de Vitória da Conquista também tem garantida sua vaga na elite do futebol estadual.
A partida começou com as duas equipes tentando chegar ao gol do adversário de maneiras diferentes. Enquanto o Serrano foi para cima, já que precisava vencer por, no mínimo, dois gols de diferença. Já o Juazeiro tentava emplacar nos contra ataques.
O time de Juazeiro conseguiu abrir o marcador aos 25 minutos, quando Alan chutou a bola de fora da área e desviou em Felipe, e acabou fazendo o primeiro gol da partida.
Porém o Serrano não entregou os pontos e, dois minutos depois, chegou ao empate após cobrança de escanteio e, no bate rebate na área, a bola tocou em Jalnir e acabou morrendo no fundo da sua própria meta.
No segundo tempo, o Serrano foi para cima do time do Juazeiro na tentativa de conseguir fazer os dois gols de diferença, que eram necessários para o time de Vitória da Conquista levar o título. Já o Juá ficava na expectativa de acertar um contra ataque e “matar” a partida.
De tanto insistir, o Serrano chegou à virada, depois de uma jogada ensaiada, Joilson cruzou na cabeça e Pena não desperdiçou a oportunidade, marcando o segundo gol do time de Vitória da Conquista contra o Juazeiro.
Para acabar com as chances do time do Serrano, o Rafael Pitbul fez um gol no final da partida e igualou o marcador dando números finais a partida e assegurando o título para o time do Juazeiro.
Serrano 2 x 2 Juazeiro
Campeonato Baiano - Segunda Divisão - Final - Jogo de volta

Data: 06/06/2009 (domingo), às 16h
Local: Estádio Lomanto Junior, em Vitória da Conquista

Arbitragem: Lúcio José Silva de Araújo, auxiliado por Raimundo Carneiro de Oliveira e Kléber Moradillo da Silva
Serrano: André; Mica, Valdo, Felipe e Geovani; Sílvio (Claudemir), Nildo, Capone (Joilson)(William) e Bode; André Cabeça e Pena. Técnico: Elias Borges
Juazeiro: Ezaul; Adriano (Cléverson), Nunes, Wellington e Geovane; Jalnir ( Rafael Pitbul), Jorginho, Vítor (João Paulo) e Alan; Nino Guerreiro e Hailton. Técnico: Janilson da Silva