sexta-feira, 23 de agosto de 2013

Lucros com amistosos da Seleção também foram para paraíso fiscal Segundo jornal, presidente do Barcelona também recebia em conta de Andorra Leia mais no LANCENET!

LANCEPRESS! 23/08/2013 - 10:30 Rio de Janeiro (RJ)

Sandro Rosell (Foto: Lluis Gene/AFP)Se a Seleção Brasileira anda fazendo amistosos em diferentes partes do mundo, os lucros dos jogos seguem o mesmo caminho. O pequeno principado de Andorra, que fica entre Espanha e França, foi uma das rotas, graças à solicitação de uma empresa cujo dono é o presidente do Barcelona, Sandro Rosell, que recebeu parcelas de aproximadamente US$ 450 mil, através de um acordo com a ISE, detentora dos direitos de exploração dos amistosos da Seleção, para ficar com uma fatia dos rendimentos.
A informação é do jornal "Estado de S. Paulo", que afirma ter documentos que provam o pedido da Uptrend, de propriedade de Rosell e cujo registro está em Nova Jersey, nos EUA, para que depósitos fossem feitos pela ISE no banco ANDBANK, localizada no paraíso fiscal.
O acordo para que a companhia de Rosell lucrasse com os jogos da Seleção começou em 2006, na gestão Ricardo Teixeira, amigo do dirigente espanhol, e ainda há documentos, segundo a mesma publicação, que indicam a continuidade do processo.
FOTO: 
Sandro Rosell levou fatia do dinheiro da CBF (Foto: Lluis Gene/AFP)