Postagens mais visitadas

quarta-feira, 16 de abril de 2008

Tricolor reclama da cota de ingressos


PAPO DE BOLA, SUA FOLHA SEMANAL DE ESPORTES ON-LINE

Dirigente diz que Verdão recebeu mais de 20% quando jogou no Morumbi no último domingo


O presidente do São Paulo, Juvenal Juvêncio, mandou um fax para o Palmeiras na tarde desta terça-feira prometendo entrar com uma solicitação judicial para ter direito a mais ingressos. A carga total foi de quase 30 mil entradas e o Tricolor teve apenas 2.200, ou seja, menos de 10%, cota que lhe foi prometida.
- Isso é a forma de agir do Palmeiras, que é lamentável - critica o vice-presidente de futebol do São Paulo, Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco.
A justificativa do Palmeiras para o número de ingressos destinados aos torcedores do São Paulo é uma área vip, que ocupa cinco mil lugares, onde qualquer pessoa pode comprar o seu bilhete. Foram 27 mil ingressos colocados à venda. Se for tirado dessa conta as entradas desse setor especial, restariam 22 mil, o que deixaria a distribuição do Verdão correta.
- A gente entende que não está certo isso, porque ingresso que é para qualquer pessoa comprar não vale, porque pode ser corintiano, santista... Não tem nada a ver com a cota destinada à torcida do São Paulo, que deveria ser respeitada. Mas é sempre assim. Quando eles jogaram no Morumbi, domingo passado, receberam muito mais do que 20% de cota. E nossa torcida fica apertada em um cantinho, bem diferente da torcida deles, e eles insistem em fazer jogo lá. Acho que eles não precisam de dinheiro, é isso - detona o cartola tricolor.