quinta-feira, 14 de agosto de 2008

Dorival Lemos foi suspenso por 30 dias após ofender árbitro

PAPO DE BOLA, SUA FOLHA SEMANAL DE ESPORTES ON-LINE
Gerente de futebol pega 30 dias Dirigente do Itabuna/BA,
entre em contato
O Itabuna/BA compareceu ao Superior Tribunal de Justiça (STJD) nesta terça-feira, dia 12 de agosto. A Segunda Comissão Disciplinar decidiu suspender por 30 dias o gerente de futebol do clube Dorival Roque Lemos. O dirigente havia sido expulso na partida entre sua equipe e o Vitória da Conquista/BA, no dia 9 de julho, ainda pela primeira fase do Campeonato Brasileiro da Série C.
Clique aqui para acessar a pauta de julgamentos do STJD.
O clube baiano está no Grupo 20 da segunda fase da Série C, mas não entrou em campo em função da paralisação das partidas desta chave, já que o Sergipe entrou com recurso após perder seis pontos em função da escalação de jogador irregular. Até o julgamento do recurso, nenhum jogo poderá ser realizado nesta chave, onde ainda figuram Vitória da Conquista/BA, ASA/AL e Confiança/SE.
Entenda o caso:
Após o término da partida, quando o árbitro estava no vestiário, o gerente de futebol do Itabuna ficou em frente ao local proferindo palavras de baixo calão e chamando o árbitro de ladrão. Pelas ofensas, o dirigente respondeu ao artigo 187 II (Ofender moralmente árbitro ou auxiliar em função) do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), que prevê suspensão de 30 a 180 dias.
Após defender o dirigente, o Itabuna também precisará voltar ao STJD para o julgamento do Recurso do caso Sergipe, o que pode comprometer a sua vaga na segunda fase da competição, após decisão do Tribunal.