Postagens mais visitadas

quarta-feira, 20 de maio de 2009

ERRO OU ACERTO? O TEMPO RESPONDERÁ.

PAPO DE BOLA, SUA FOLHA SEMANAL DE ESPORTES ON-LINE
blog noticiasgrapiuna
Ocorreu ontem a noite a reunião dos dirigentes da Liga Itabunense de Futebol e de clubes filiados, na qual a Assembléia decidiu não ceder o terreno da entidade para a Prefeitura de Itabuna. A proposta era, conforme reunião anterior com o secretário de esportes, Alcântara Pellegrine, de que a Liga deveria repassar o terreno (que é escriturado em nome da entidade) para o domínio do poder público municipal para que se possa viabilizar verbas federais – através do Ministérios dos Esportes - necessárias à construção do campo amador de Itabuna.]
Desconfiança - As discussões tiveram início a partir da proposta feita pelo secretário, Pellegrine, uma vez que o vereador Wenceslau se colocou à disposição para intervir no processo junto ao Ministério dos Esportes, pois, segundo o secretário Pelegrine, Wenceslau teria capacidade para arrancar verbas que viabilize a construção do estádio amador, por conta da amizade do vereador com o ministro dos esportes. A proposta não caiu bem pois os dirigentes já estão cansados de buscar o poder público sem obter resposta. O medo dos dirigentes é de passar o terreno para a Prefeitura e não terem de volta o controle do estádio. As promessas não cumpridas foram tantas que gerou uma desconfiança nos políticos da cidade e, principalmente nos prefeitos que já passaram, prometeram e não realizaram a obra tão esperada pelos desportistas.
Agora, o que resta para que esse 'sonho' seja concretizado será o empenho de cada dirigente que decidiu pela não doação do terreno. A partir de hoje o compromisso de cada um com o esporte amador ganhou uma carga maior de responsabilidade.
Apesar da decisão tomada, tanto pela diretoria da Liga quanto os dirigentes de clubes, não deverão desprezar a ajuda do poder público, mas provocá-lo para que ele dê a sua parcela, uma vez que foi ele que retirou do futebol amador a sua praça esportiva.
Intermunicipal :
- Já que a Liga de Itabuna tomou a decisão de não ceder o terreno para a prefeitura e querem construir o campo, já está na hora de se eleger prioridades e, para mim, a decisão ser tomada em Assembléia deve ser essas prioridades e não a colocação da seleção amadora no Intermuncipal, o que irá gerar gastos, dinheiro que deve ser aplicado nessa nova proposta abraçada pelos dirigentes nesta noite. Seria viável se a Liga tivesse a sua própria praça esportiva para poder explorá-la.
Hoje, no programa da Rádio Nacional, o vereador Wencelsau foi explicar como se daria a transação de construção do estádio mas, na primeira reunião o vereador não se fez presente e o seu representante, juntamente com o secretário de esportes não colocaram a coisa da mesma forma que Wenceslau colocou na rádio.
O que estranha é o fato de, somente agora, às vésperas de eleições presidenciais é que o vereador vem propor essa tarefa. Por que não a fez antes? Ele agora vem dizer que o "momento é propício" mas, não era propício no primeiro governo de Lula, bem como no seu primeiro mandato? A questão do campo amador de Itabuna é antiga e pelo visto, vai demorar uma decisão definitiva.
Em minha opinião o povo está cansado de ser enganado.
Postado por Francisco Aleluia