sexta-feira, 4 de novembro de 2011

CLICK E CONHEÇA AGORA NA REDE. A saga do futebol de Itabuna

PAPO DE BOLA
Desclassificado na primeira etapa do Torneio Intermunicipal da Bahia, o futebol amador de Itabuna vem passando por um momento execrável de sua história, depois de ter tido a honra de ser o futebol mais vitorioso do Estado, nos anos 50 e 60, considerados os anos dourados da nossa fase amadora, quando fomos hexa-campeões e trouxemos equipes do gabarito de Botafogo, Flamengo, Fluminense e Vasco, cujos atletas foram glórias vivas do futebol brasileiro: Garrincha, Nilton Santos, Dida, Gerson, Evaristo, Zagalo, Vavá, Belini, Orlando, Pinheiro, Castilho e Telê Santana. Querem mais nomes? Joel, Paulinho, Pavão, Jadir, Jordan, tantos mais que a memória teima em esquecer.

Do futebol amador que marcou época em Itabuna e nos deram seis títulos intermunicipais, o Torneio Antonio Balbino, entre outros, vimos na Desportiva, Leo Bríglia, antes de tentar a sorte no futebol carioca pelo Olaria, Chico, Vavá Barros. Depois presenciamos as exibições de Nininho, Santinho, Zequinha Carmo, Carlito, Plínio, Abiezer, Francisquinho, Piaba, Almir, Tombinho, Jonga, e bota craques nisso, como Fernando e Carlos, Lua e Leto Riela, Florizel, Pinga e Luiz Carlos. Era, realmente, uma época de ouro.
Mas, o que aconteceu ao nosso futebol, que mal consegue reunir meia dúzia de atletas inexpressivos (como futebolistas) e são eliminados no nascedouro de uma competição, enquanto pequenas cidades projetam seus selecionados e muitas delas disputam as finais?
            A Secretaria de Esportes de Itabuna nada a ver com isso? Foi construído o Estádio Luiz Viana Filho para vermos regredir o esporte mais consagrado pelo nosso povo? E os esportes de quadra, depois de o município gastar uma fortuna para construir a Vila Olímpica Fernando Gomes são meras peças inúteis?
            O estágio atual do futebol de Itabuna tem tudo a ver com a nossa Secretaria de Esportes. Mas a senilidade antecipada do esporte grapiuna passa pela falta de estímulo aos atletas a partir da inexistência de políticas esportivas do governo municipal. Mas falta a participação da sociedade em apoiar iniciativas do gênero…
Por J. Oliveira - Agora Na Rede!
Imagem: JucaPapodeBola