quinta-feira, 3 de março de 2016

FBF atende pedido dos clubes e adia Série B do Baianão 2016

Por Comunicação FBF, 02 de Mar 2016 - 17h10

"Uma reunião de grande importância. Acredito que a mais proveitosa que já tivemos na minha gestão se tratando de Série B". Assim o presidente Ednaldo Rodrigues avaliou a reunião com clubes candidatos a participarem da Série B do Baianão 2016, nesta quarta-feira (2).
O encontro, na sede da Federação Bahiana de Futebol, foi esclarecedor e produtivo para os clubes e o futebol baiano. Mesmo antes do início das inscrições e do Conselho Técnico, na reunião já foram definidos detalhes importantes da competição.
Das 19 agremiações convidadas, 16 compareceram e contribuíram para o avanço na discussão de assuntos relevantes sobre a divisão de acesso à elite do Baianão. Atlético de Alagoinhas, Botafogo, Catuense, Grapiúna, Itabuna, Jequié, Juazeiro, Ypiranga, Redenção, Atlântico, Camaçariense, Estrela de Março, Eunápolis, Guanambi e Poções foram representados por seus presidentes. O Cruzeiro enviou um representante.
No bate-papo com a diretoria da FBF, representada, além do presidente Ednaldo Rodrigues, pela diretora técnica Taíse Galvão, o subdiretor administrativo e financeiro Marcelo Araújo e o presidente da Ceaf-BA, Wilson Paim, os clubes foram unanimes ao solicitarem o adiamento do início da disputa. Diante das dificuldades apresentadas por cada um e para a realização de melhorias dos estádios, a entidade máxima do futebol baiano definiu e aprovou o início da Série B de 2016 para o dia 3 de julho, apenas no segundo semestre.
Por unanimidade, também, foi aprovada a sugestão do presidente do Atlântico Esporte Clube, José Carlos Nascimento. Para proporcionar um maior equilíbrio técnico entre os participantes e também propiciar a revelação de promessas para o futebol da Bahia, a Série B e o Torneio Seletivo, caso este ocorra, terá limite de idade para inscrição de jogadores, como já havia sido cogitado e proposto pela FBF em 2015. Cada clube poderá inscrever o máximo de 35 atletas, sendo 29 deles com idade máxima de 23 anos completados até dezembro e seis sem limite de idade.
Mas, o encontro também serviu como alerta aos clubes. A FBF, mais uma vez, ratificou a necessidade de cumprimento dos requisitos exigidos para participação nas competições. Na Série B, não será aceito que times joguem fora das suas cidades de origem. Portanto, cada agremiação deve apresentar os quatro laudos técnicos (Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, Vigilância Sanitária e Engenharia) exigidos no ato da inscrição. O clube que não tiver os laudos não poderá mudar de cidade e será impossibilitado de disputar o campeonato.
Por conta disso, Camaçariense, da cidade de Camaçari, Cruzeiro, de Cruz das Almas, e Estrela de Março, de Salvador declinaram da participação, seja no Torneio Seletivo ou na Serie B. Ambos admitiram que os estádios das suas cidades não reúnem condições e não serão reformados a tempo de receber jogos profissionais em 2016. Estes clubes disputarão apenas competições de base até o final do ano.
 
Quanto aos demais. Atlético, que mandará seus jogos em Alagoinhas; Catuense, que aguarda a reforma do Estádio Antônio Pena, em Catu; Botafogo, que cumpre contrato com a prefeitura de Senhor do Bonfim; Grapiúna, que jogara em Itabuna; Itabuna, também na sua cidade; Jequié, quem permanece no Waldomiro Borges; Juazeiro, que permanecerá no Adauto Moraes; e Ypiranga, que utilizará o Estádio de Pituaçu já podem realizar suas inscrições, a partir desta quinta-feira (3), caso estejam com seus laudos técnicos em mãos, para a disputa da Série B. O Serrano, rebaixado da Série A em 2015, justificou que não participará de competições oficiais em 2016 para reestruturar o clube desde a Divisão de Base, e também viabilizar a construção do seu Centro de Treinamentos em um terreno próprio em Vitória da Conquista. O Rubro-Verde apenas disputará o Baianão Infantil e Juvenil, no segundo semestre.
Já Atlântico, que jogará em Pituaçu; Eunápolis, Guanambi e Poções, que ficarão nas suas cidades de origem; e Redenção, que apesar de ser de Salvador teve concedido o direito de mandar seus jogos em São Francisco do Conde devido ao grande número de clubes que já atua em Pituaçu, o que poderia acarretar em problemas para organização da tabela e marcação de jogos, por não terem disputado o acesso há três ou mais anos, caso também cumpram os requisitos, poderão se inscrever para o Torneio Seletivo. Deste, os dois melhores se habilitam a disputar a Série B. Porém, caso o número mínimo de quatro clubes para o Seletivo não seja alcançado nas inscrições, ou alguns dos clubes em atividade na Série B não se inscrevam, este Torneio poderá não ser realizado e os seus participantes diretamente incluídos na disputa do acesso.
Definidos os últimos detalhes, os clubes terão até o dia 4 de abril, impreterivelmente, para realizarem suas inscrições. Após o encerramento do prazo, a FBF convocará aqueles que tiverem suas inscrições deferidas para a realização, ainda em abril, da Reunião do Conselho Técnico, onde será definida a fórmula de disputa.
Benefícios –A FBF também anunciou, na oportunidade, a manutenção dos benefícios já concedidos aos clubes na edição da Série B de 2015. As taxas de arbitragem, transporte, hospedagem e impostos dos árbitros serão todos pagos pela entidade. Ainda para ajudar as agremiações, a FBF continuará destinando a cota de 5% das rendas dos jogos que é sua de direito, por Lei, às equipes, como forma de apoio financeiro. Por fim, as taxas de transferências e inscrições de atletas permaneceram com descontos de 50%.