sexta-feira, 16 de maio de 2008

Emerson Leão aposta na virada na Vila Belmiro e desdenha: 'América deu sorte'

PAPO DE BOLA, SUA FOLHA SEMANAL DE ESPORTES ON-LINE
Para treinador santista, sua equipe poderia ter marcado três gols no Azteca.
Treinador do América-MEX responde com ironia.

Apesar da derrota por 2 a 0 para o América-MEX, nesta quinta-feira, no México, na primeira partida das quartas-de-final da Taça Libertadores, o técnico do Santos, Emerson Leão, adota um discurso otimista e até um tanto quanto insolente. Durante o seu discurso, Leão disse que o adversário deu sorte.
- Nos tiraram um gol, tivemos a possibilidade de marcar mais dois. Ou seja, foi uma jornada de muita sorte da equipe do América. Nada mais podemos falar - afirma o treinador, lembrando do gol marcado por Kléber Pereira e anulado pelo árbitro Hector BaldassI, que marcou um impedimento inexistente.
Como acredita que seu time mostrou futebol para, pelo menos, empatar com o América no México, Leão acredita piamente que na Vila Belmiro, na próxima quinta-feira, o Alvinegro tem tudo para conseguir a virada.
- Aqui, acabaram 90 minutos. Temos mais 90 no Brasil. Temos a possibilidade de jogar no Brasil e ganhar também. Quando decidimos em casa, é outra coisa - comenta o treinador.
Luna rebate
O técnico Juan Antônio Luna, do América, não quis se aprofundar no comentário sobre o que Leão falou. O treinador preferiu rir ironicamente.
- Ganhamos porque tivemos sorte? Que continue assim até o fim...