Postagens mais visitadas

quarta-feira, 14 de maio de 2008

Imperador e Coração Valente medem forças no primeiro confronto tricolor

PAPO DE BOLA, SUA FOLHA SEMANAL DE ESPORTES ON-LINE Adriano é o craque do São Paulo; Washington, o matador do Flu. Duelo entre os dois é apenas um na primeira partida das quartas da Libertadores

Em um Morumbi com expectativa de grande públi-co, São Paulo e Fluminense se enfrentam nesta quar-ta-feira, às 21h50m, pelo primeiro jogo das quartas-de-final da Libertadores. E o encontro já começa a pegar fogo pelo duelo particular entre dois atacantes com características semelhantes: Adriano, o Impera-dor, e Washington, o Coração Valente. Adriano está em grande fase: é o artilheiro do São Paulo na temporada, com 15 gols, sendo quatro na Libertadores. O Imperador chegou ao time paulista para se recuperar dos problemas pessoais que atrapalhavam seu rendimento na Itália, onde defendia o Internazionale de Milão. Tem conseguido se destacar dentro de campo, mas só fica no clube até o fim da Libertadores. Uma grande perda para a equipe, principalmente no restante do Brasileiro.


A TV Globo transmite a partida ao vivo, e o GLOBOESPORTE.COM acompanha em Tempo Real a partir das 21h30m.
Misterioso, Flu tenta destronar o Imperador
De olho nas semifinais da Taça Libertadores, Renato Gaúcho faz misté-rio contra o São Paulo

No lado carioca, o problema é que Washington, que começou a temporada marcando um gol atrás do outro, está há sete partidas sem balançar as redes, enquanto Adriano, que no início do ano era visto com desconfiança pelos torcedores, não pára de deixar sua marca.
- Será um duelo interessante. O Adriano é um grande jogador, forte, perigoso, e que merece todo o nosso cuidado e atenção. Só que neste duelo com o Imperador, espero que o Coração Valente se dê melhor – brinca Washington. Um dos jogadores mais dedicados do elenco, Washington tem passado os últimos treinos aprimorando os chutes e cabeçadas, e espera que o jejum de gols termine nesta quarta.
- Não tenho jogado mal, mas também não estou jogando o que posso. Tenho ajudado o time, mas atacante tem de ajudar fazendo gols. Tomara que ele saia neste jogo, que será importantíssimo para o Fluminense – completa.
Em torno dos dois finalizadores, outras curiosidades tornam o confronto ainda mais atrativo: quase 54 mil ingressos já foram vendidos antecipadamente, e a promessa é de casa cheia. Os cariocas também estão se mobilizando para comparecer ao Morumbi: mais de três mil estarão no estádio para acompanhar a partida.
Espera pelo homem da bola parada

No Tricolor paulista, o técnico Muricy Ramalho ainda espera por Jorge Wagner. O meia se recupera de entorse no joelho direito e tem chances reduzidas de jogar. Sem ele, responsável por 13 assistências para gols na temporada, o treinador deve escalar Hugo na armação. Apesar de saber que Jorge Wagner é o grande responsável pelas cobranças de falta e escanteios do São Paulo, Muricy diz que outros podem fazer a função.
- Tenho treinado outros para cobranças de falta, como o Dagoberto, o Hugo, o Hernanes, mas o Jorge tem precisão nata - resume Muricy.
Dúvida: Dodô ou Arouca
No Tricolor carioca, o técnico Renato Gaúcho tem duas opções: escalar o time no 4-4-2, com Dodô e Washington na frente, ou no 3-6-1, com o Coração Valente isolado no ataque e Arouca no meio.
Washington ainda não sabe se terá a companhia de Dodô no ataque e prefere elogiar o elenco, mas não esconde que gostaria da presença do companheiro no jogão.
- Independentemente de quem entrar em campo, o importante será a atenção e a dedicação, o apoio dos meias e dos laterais. Claro que o Dodô é uma peça importante do nosso time, divide comigo a responsabilidade e preocupa qualquer defesa. Mas quem decide isso é o Renato, e o time que ele escalar, seja qual for, terá todas as condições de conseguir um bom resultado no Morumbi.