Postagens mais visitadas

quinta-feira, 24 de janeiro de 2008

Dirigentes demitem jogadoras peladonas do softbol


No último dia 21 de janeiro, a revista espanhola "Interviu" revelou que o time inteiro de softbol do Viladecans, o papa-títulos da Espanha na modalidade feminina do beisebol, está no olho da rua. O motivo foi um ensaio fotográfico feito em abril do ano passado, quando as jogadoras posaram nuas para a revista para protestar contra as condições do centro de treinamento do clube.

Desde então, de acordo com as jogadoras, os dirigentes do Viladecans passaram a hostilizá-las ao ponto de a relação ficar insustentável.

- Estamos mal, muito abaladas. Nos expulsaram do clube pelo qual jogamos em todas as nossas vidas. Tudo porque nos atrevemos a revelar que treinávamos em condições ruins. Os dirigentes são uns machistas, não têm vergonha. Estávamos marcadas desde que posamos - desabafa a jogadora Jessica Iborra
- É normal que um clube dispense a única equipe que lhe dá títulos, prestígio em nível internacional e que, além disso, dá lucro? É surreal - pergunta, com lágrimas nos olhos, a jogadora Cristina Fernández.

O presidente do clube, José Julio Cano, se defende:

- Criamos a equipe feminina em 1981, mas desde que passaram a ser campeãs a situação foi se agravando, pois elas passaram a fazer muitas exigências e não as aguento. Nos criticam, nos insultam e me acusam de colocar dinheiro no bolso. Elas utilizaram a revista para nos criticar de forma injusta. Nós lhes dissemos que as ajudaremos em tudo que necessitem, mas elas seguem nos difamando e falando mal - desabafa Cano.

Em meio à guerra, pelo menos restam as belas imagens como a que ilustra essa página...