sexta-feira, 25 de janeiro de 2008

VERDÃO


Valdivia: mocinho ou bandido?
Meia e Verdão criticam marcadores e árbitros. Rivais culpam firulas e garantem 'jogo limpo'

Amor e ódio andam juntos nos mais de 17 meses da passagem de Valdivia pelo Palmeiras. Idolatrado pela torcida e principal nome do clube para a temporada 2008, o meia luta contra a fama de "bad boy", mas esbarra em polêmicas com os implacáveis marcadores. Afinal, o Mago é culpado ou inocente?

No Verdão, técnico, diretoria e jogadores saem em defesa do camisa 10 e apostam em uma perseguição de árbitros e adversários. Na última quarta-feira, os palmeirenses se revoltaram com a forte marcação do Marília sobre ele. Para piorar, Valdivia foi atingido com um chute no rosto em uma disputa de bola com o jogador Vinícius. Muito sangue, muita polêmica.

- Vejo o que estão fazendo com ele com muita indignação. Um jogador da qualidade dele não vai jogar livre nunca, mas não precisa marcar com violência. Estamos pedindo sempre para que ele não revide e para continuar jogando da mesma forma. O Valdivia está mudado. Só quer jogar futebol - afirma o zagueiro Dininho, um dos mais experientes do elenco.