Postagens mais visitadas

sábado, 12 de abril de 2008


PAPO DE BOLA, SUA FOLHA SEMANAL DE ESPORTES ON-LINE

O clássico entre Fluminense e Vasco, semifinal da Taça Rio, neste sábado, pode significar o começo da conquista de um título que os tricolores não vencem há três anos e os vascaíno há cinco. E os torcedores das duas equipes podem voltar no tempo para pegar, em vitórias marcantes sobre o rival, esperanças para este confronto.
Para o Fluminense, decidir contra o Vasco não é algo novo. Em Campeonatos Cariocas, o Tricolor já venceu a finalíssima contra a equipe de São Januário por duas vezes: em 1976 e 1980, sempre parando Roberto Dinamite. Em 76, o time capitaneado por Carlos Alberto Torres e Rivelino bateu o Vasco por 1 a 0, gol do argentino Doval. Em 80, o Flusão faturou outro Estadual ao vencer o Gigante da Colina pelo mesmo placar, gol de Edinho.
Apesar dos títulos sobre o Vasco, a supremacia tricolor sobre os demais clubes no Rio de Janeiro ficou evidenciada como nunca no tricampeonato 83/84/85. Em 1983, o Fluminense levou o caneco após triangular decisivo com Bangu e Flamengo. Em 84, novo triangular decisivo com Flamengo e Vasco e o bicampeonato tricolor com o Casal 20, Washington e Assis. O tricampeonato tricolor veio em 1985 com mais um triangular decidindo o Estadual: Fluminense, Bangu e Flamengo se enfrentaram a as Laranjeiras recebeu de braços abertos o 27º título carioca de sua história.
Já na memória do torcedor vascaíno, está a equipe comandada pelo novamente técnico do clube Antônio Lopes: o Vasco de 2003. Aquele time conquistou o Estadual daquele ano vencendo apenas dois dos cinco clássicos que disputou naquela competição: justamente os dois jogos finais da competição contra a equipe tricolor, disputados no Maracanã, ambos por 2 a 1.
Na partida de ida, que aconteceu em uma quarta-feira chuvosa (19 de março), o Vasco venceu com gols de Marcelinho Carioca (olímpico para a arbitragem, mas a bola desviou no lateral-esquerdo tricolor Jadílson antes de entrar) e Souza (hoje no arqui-rival Flamengo) - Alex Oliveira descontou.
No domingo seguinte, diante de um público de 77.590 pessoas, o time do Vasco, que contava, além os já citados, com Petkovic (que não disputou as finais), o atacante Marques e o goleiro Fábio, repetiu a dose, com gols de Léo Lima e Souza - Ademílson fez o gol do Fluminense.